A BUSCA DE UMA TECNOLOGIA DE GESTÃO PROLETÁRIA: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DA ADMINISTRAÇÃO POLÍTICA

BÁRBARA MARIA DULTRA PEREIRA, CLÁUDIO BEZERRA LEOPOLDINO, DANIEL REIS ARMOND-DE-MELO, LEIDIMAR CÂNDIDA DOS SANTOS, LUIZ NESTOR MARTINS FILHO, JÚLIO CESAR ANDRADE DE ABREU

Resumo


A Administração, enquanto campo do conhecimento, até o início do século XX, foi relegada a uma posição subalterna à sombra das engenharias. Talvez, como consequência, sua sistematização enquanto campo do conhecimento viria a ser iniciada por um engenheiro: Frederick Winslow Taylor. O objetivo do presente artigo é analisar a apropriação da tecnologia taylorista, notadamente capitalista, pelo Estado socialista russo capitaneado por Lênin e, deste modo, tentar perceber a Administração Política diante da tecnologia e de uma série de questões contemporâneas, como, por exemplo, a neutralidade tecnológica. Faz-se uso de uma metodologia de análise bibliográfica. Conclui-se que a gestão das relações sociais em solo soviético, ou seja, a Administração Política praticada por Lênin, tomou como verdade (equivocadamente) os aspectos da  neutralidade tecnológica.


Palavras-chave: Administração Política; Taylorismo; Estado; Lênin; Tecnologia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.