Os objetos e os seus usos

Mariana Resende Corrêa, Cláudia Maria França da Silva

Resumo


Hannah Arendt faz uma diferenciação entre dois tipos de objetos: os objetos de arte e os objetos de uso comum. Ela defende que, ao contrário dos objetos funcionais, os objetos de arte não possuem uma utilidade e que, por serem únicos, não são bens de troca e não têm uma finalidade prática. Os objetos que têm funções são os artigos usuais que existem para atender as necessidades materiais e cotidianas do homem. O objetivo desse artigo é compreender os diferentes usos dos objetos no design e nas artes numa intenção de aproximação desse mundo objetual. No design, os objetos são estudados segundo a sua função utilitária e relação com o interior doméstico, em como se aproximam, algumas vezes, de referenciais da arte. Já na arte, os objetos são analisados enquanto elementos expressivos e integrantes de composições artísticas; são estudados segundo suas especificidades enquanto ready-mades, objets trouvés, objetos surrealistas e assemblages.

Palavras-chave


objetos, funcionalidade, arte e design

Texto completo:

PDF


Cultura Visual

ISSN 2175-084X (versão eletrônica) ISSN 1516-893X (versão impressa)
Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia
Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV)
R. Araújo Pinho 212, Canela, Salvador-Bahia-Brasil, 40110-150
Tel.: (71) 3283-7923 Fax: (71) 3283-7916
Email: mesarte@ufba.br