Corpo em deslocamento: sobre a poética de Carlos Vergara

Renata Favarin Santini

Resumo


O presente artigo consiste na análise da produção artística de Carlos Vergara durante a década de 1960, a qual constitui parte das reflexões apresentadas em minha dissertação de mestrado. Considero a obra do artista como corpo que se desloca no tempo e no espaço, em constante transformação e re-significação. O objetivo consiste em assinalar sucintamente uma produção diversificada e relevante no contexto das artes visuais do Brasil, na qual se destacam algumas obras através dos traços particulares que as concebem. As obras selecionadas representam, em minha percepção, momentos singulares da produção do artista, e que, sobre os quais, suas falas ajudam a caracterizá-las.

Palavras-chave


Arte Brasileira

Texto completo:

PDF


Cultura Visual

ISSN 2175-084X (versão eletrônica) ISSN 1516-893X (versão impressa)
Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia
Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV)
R. Araújo Pinho 212, Canela, Salvador-Bahia-Brasil, 40110-150
Tel.: (71) 3283-7923 Fax: (71) 3283-7916
Email: mesarte@ufba.br