O pensamento e a imaginação no banco dos réus: ameaças à liberdade de expressão em contexto de golpe e guerras culturais

Luis Felipe Miguel

Resumo


A liberdade de expressão artística foi posta em questão no Brasil no final de 2017, no momento em que, tendo triunfado com o golpe de 2016, a direita buscava se manter na ofensiva com a produção do pânico moral. Exposições de artes plásticas e performances foram assinaladas como obscenas e nefastas ao público jovem, com exigência de que fossem proibidas. O artigo discute a natureza desta campanha da direita brasileira e o enfraquecimento, nos grupos progressistas, da defesa da liberdade de expressão.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/pcr.v11i1.26804


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 4.0 Internacional.