O papel do movimento negro para as relações étnico-raciais nas políticas de cultura em Ituiutaba-MG (2015-2016)

Náiade Cristina de Oliveira Mizael

Resumo


O Plano Nacional de Cultura (2010) em vigor tem por meta garantir a valorização, o reconhecimento, a promoção e a preservação da diversidade cultural existente. Analisamos, no microcosmo do município de Ituiutaba, os desafios para o cumprimento dessas metas, por meio de uma pesquisa etnográfica que investigou sete eventos culturais públicos abertos, patrocinados ou apoiados pela Prefeitura Municipal e o Movimento Negro, para compreender seu papel à educação não formal das relações étnico-raciais. A partir da compreensão antropológica e sociológica dos conceitos de Estado, políticas públicas, espaço, território, negritude, pertencimento, cultura e identidade, temos como resultado que as lutas de poder são determinantes para o cumprimento de tais metas e concluímos a importância do Movimento Negro para tanto. Palavras-chave: políticas públicas, movimento negro, cultura, Ituiutaba.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/pcr.v11i1.24896


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 4.0 Internacional.