Políticas de interculturalidade na educação escolar indígena: o RCNEI e o ensino de artes visuais

Luane Maciel Freire, Paulo Caldas Ribeiro Ramon, Rosangela Célia Faustino

Resumo


Neste texto analisamos as políticas educacionais da interculturalidade voltadas às populações indígenas, em especifico, investigamos o ensino de arte no Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas (RCNEI). Com uma abordagem crítica, realizamos a análise do RCNEI a partir de três perspectivas: a relacional, a funcional e a crítica. Nesta, constatamos a convergência da abordagem relacional e funcional, onde as diferenças culturais estão restritas ao intercâmbio entre culturas e a retórica da tolerância, visando à construção de uma política de inclusão dos povos historicamente excluídos, na agenda das reformas neoliberais. Assim, no ensino de arte são exaltadas as esferas simbólicas e culturais, deslocadas da realidade indígena, o que provoca o ocultamento das condições materiais destes povos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/pcr.v10i2.23684


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 4.0 Internacional.