Programa de economia da música: histórico e perspectivas

Daniela Ribas Ghezzi, Gustavo Pereira Vidigal

Resumo


O artigo analisará o processo de conformação de agenda voltada para o desenvolvimento da economia da música brasileira, no marco dos processos de inovação em políticas públicas culturais e o processo de concertação do governo federal em torno da dimensão econômica da cultura. Após a sistematização do histórico desse processo e apresentação de seus resultados mais imediatos, o trabalho procederá uma avaliação sobre as condições de sua implantação, pondo em destaque a dimensão da participação social. Busca-se, portanto, apresentar um estudo de caso e realizar uma análise crítica sobre o cenário para sua execução, compreendendo esse processo como referencial para reflexão e qualificação da atuação do poder público frente ao campo da economia da cultura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/pcr.v9i2.17637


Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 4.0 Internacional.