PROSPECÇÃO DE ARTIGOS E PATENTES SOBRE PLANTAS MEDICINAIS PRESENTES NA CAATINGA BRASILEIRA

Sannyele Alcantara Emiliano, Tatiane Luciano Balliano

Resumo


Plantas medicinais possuem princípios ativos que ajudam no tratamento de doenças podendo levar a cura. São utilizadas por meio de chás ou infusões que devem ser ingeridos diariamente enquanto durar o tratamento. Ainda hoje, nas regiões mais pobres do país estas plantas vêm sendo comercializadas em feiras livres, mercados e encontradas em quintais para seu uso fitoterápico e utilizada como descrito acima. Entretanto, na última década as plantas medicinais têm se destacado como produto de valor agregado, onde o número de países que importam essa matéria prima vem se ampliando, compreendendo países como Alemanha, Estados Unidos, Singapura, Malásia e Japão, sendo os maiores importadores de plantas medicinais e aromáticas. Assim, este trabalho refere-se a um estudo prospectivo de artigos e patentes de espécies de plantas de interesse medicinal, onde são verificados alguns indicadores que demonstram a importância do conhecimento da utilização das mesmas bem como o interesse de mercado.


Texto completo:

PDF

Referências


CORRÊA JUNIOR, C., LIN, C.M., SCHEFFER, M.C. SOB, Informa, p. 9, 23, 1991.

MAIOLI-AZEVEDO V.; FONSECA-KRUEL V. Plantas medicinais e ritualísticas vendidas em feiras livres no município do Rio de Janeiro, RJ, Brasil: estudo de caso nas zonas Norte e Sul. Acta Botanica Brasilica, v.21, n.2, p.263-275, 2007.

Arnous AH, Santos AS, Beinner RPC. Plantas medicinais de uso caseiro- conhecimento popular e interesse pelo cultivo comunitário. Espaç. saúde 2005; 6(2):01-06.

Simões CMO, Schenkel EP, Gosmann G, de Mello JCP, Mentz LA, Petrovick PR. (org.). Farmacognosia: da planta ao medicamento. 4ª ed. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS/Ed.da UFSC; 2002.

ALBUQUERQUE, U.P.; HANAZAKI, N. As pesquisas etnodirigidas na descoberta de novos fármacos de interesse médico e farmacêutico: fragilidades e perspectivas. Revista Brasileira de Farmacognosia, v.16 (Supl.) p. 678-689, 2006.

SAMPAIO, E. V. S. B.; PAREYN, F. G. C.; FIGUEIROA, J. M.; SANTOS JR., A. G. Espécies do semiárido baiano com potencial econômico. Cruz das Almas, Magistra, 18: 6-8. 2006.

OMS. Relatório da Conferência Internacional sobre Cuidados Primários de Saúde (Alma Ata-URSS,1978). Cuid Primários Saúde. 1978;64.

SIMÕES, C.M.O. et al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. 5. ed. Porto Alegre/Florianópolis: Editora da UFSC, 2004. 1102p




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v12i3.27324

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)