Tecnologias para a produção de biofertilizantes: tendências e oportunidades

Eduardo Cardoso Garrido, Angela Machado Rocha, Douglas Alves Santos, Jose Miguel Vicente Gomila

Resumo


Biofertilizante é aquele fertilizante que dispõe de microrganismos vivos, dentre elas bactérias e fungos, que contribuem para a fertilidade do solo. O objetivo do artigo é o de analisar os dados históricos de patentes de modo a determinar quais as principais instituições mundiais que investem em pesquisa e desenvolvimento tecnológico relacionados aos biofertilizantes. A Metodologia desenvolve o tratamento e análise dos resultados de patentes relacionadas à biofertilizantes por meio do Vantage Point, software de mineração de textos que se utiliza de um dicionário de palavras afins para agrupar autores, instituições e termos. O Japão, Europa, Estados Unidos, Coréia, Índia e Brasil encontram-se entre os países com proeminência no âmbito de publicações de patentes. Dentre os dados levantados, destacam-se nos resultados as seguintes instituições japonesas: Hitachi Ltd; Sanyo Electric Co Ltd; Mitsubishi Electric Corp. Do total de titulares de patentes, 95,53% respondem por Empresas Privadas e 3,17% por Institutos de Pesquisa.

Palavras-chave


Patentes; Biofertilizantes; Vantage Point.

Texto completo:

PDF

Referências


ASN – Agência Sebrae de Notícias. Biotecnologia exige análise laboratorial dos resíduos, antes de transformá-los em adubo orgânico. Disponível em: . Acesso em: 03 dez. 2017. ASN: Minas Gerais, 2012.

BARMAN, Manashi; PAUL, Srijita; CHOUDHURY, Aditi Guha; ROY, Pinaki; SEN, Jahnavi. Biofertilizer as Prospective Input for Sustainable Agriculture in India. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018. International Journal of Current Microbiology and Applied Sciences, Volume 6 Number 11 (2017) pp. 1177-1186.

BASF. Conversion of BASF Aktiengesellschaft into a European Company (Societas Europaea, SE) with the company name BASF SE. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2018. 2007, 141 p.

BUSINESS WIRE. Global Biofertilizer Market 2016-2020 – Main Growth Driver is Affordable Cost of Bio Fertilizers – Research and Markets. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

DA COSTA, Leticia Magalhães; E SILVA, Martim Francisco de Oliveira. A indústria química e o setor de fertilizantes. Disponível em: . Acesso em: 19 nov. 2017. BNDES 60 Anos – Perspectivas Setoriais. BNDES: Rio de Janeiro, 2012.

FAPES. Fapes apoia projeto que busca o reaproveitamento em resíduo industrial. Disponível: . Acesso em: 15 jan. 2017. 2015.

GLOBAL MARKET INSIGHTS. Biofertilizers market size to reach $1.66 billion by 2022: Global Market Insights, Inc. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

HERHOF GMBH. Composting System. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

HITACHI. HITACHI – Inspire the next. Disponível em: . Acesso em: 14 jan. 2018.

IAEA. Biofertilizer Technology in Pakistan. Lab to Field: A success story of Biofertilizer Technology for crop nutrients in Pakistan. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

INPI. Inventando o futuro: uma introdução às patentes para as pequenas e médias empresas. Rio de Janeiro: INPI, 2013.

INPI. Classificação de Patentes. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018.

MENDES JUNIOR, Antonio Aparecido; BUENO, Osmar de Carvalho. Participação da energia fóssil na produção dos fertilizantes industriais nitrogenados com ênfase na ureia. Disponível em: . Acesso em: 25 set. 2017. Revista Energia na Agricultura: Botucatu, 2015.

NGUMAH, Chima; OGBULIE, Jude; ORJI, Justina; AMADI, Ekpewerechi. Potential of Organic Waste for Biogas and Biofertilizer Production in Nigeria. Disponível em: . Acesso em: 13 jan. 2018. Environmental Research, Engineering and Management, 2013. No. 1(63), P. 60-66.

O PROGRESSO. Empretec faz empresário investir em negócio sustentável no Estado. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2017. O Progresso: Dourados, 2013.

SEBRAE. Casos de Sucesso: Organoeste Campo Grande. Disponível em: . Acesso em: 02 dez. 2017.

TUDEIA, Tacisio Nunes. Lodo de curtume como alternativa na produção de mudas do porto-enxerto limoeiro “Cravo”. Disponível em: < http://uenf.br/posgraduacao/producao-vegetal/wp-content/uploads/sites/10/2016/06/DISSERTA%C3%87%C3%83O.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2018. 2016, 66 p.

WIPO. C – Chemistry; Metallurgy. Disponível em: . Acesso em: 15 abr. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v12i3.27298

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)