ESTUDO PROSPECTIVO RELATIVO AO USO DO FRUTO COCO COMO MATÉRIA PRIMA PARA FABRICAÇÃO DE COSMÉTICOS.

Isabella Sampaio, Solange Ferreira, Paulo Juiz

Resumo


O coco é considerado um fruto de grande importância socioeconômica, com multifuncionalidade pois é fonte de matéria-prima para diversos ramos industriais como agroindústrias, têxteis, cosméticos e farmacêuticos. Apesar do potencial aproveitamento do fruto como um todo, seu uso está mais concentrado à área alimentícia. Assim, este estudo teve como objetivo realizar um levantamento de informações sobre patentes relacionadas ao uso do coco como matéria prima para fabricação de cosméticos. Utilizando a base de busca de patentes Orbit Intelligence percebeu-se que países asiáticos lideram o ranking de investimentos nesta área e que apesar do Brasil ser considerado um grande produtor de coco, e também possuir uma área geográfica adequada, ainda precisa de grandes investimentos para implementar produção direcionada à área de cosméticos.


Texto completo:

PDF

Referências


ABIHPEC. Panorama do Setor: Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. São Paulo:ABIHPEC, Relatórios (2008 a 2012).

AMPEI - Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras. Disponível em: http://anpei.org.br/anpeinews/china-investe-mais-em-pesquisa-tecnologia-e-inovacao-2>. Acesso em: jun 2018.

BANCO DO NORDESTE. Caderno Setorial ETENE Banco Do Nordeste Ano 2 | nº 18 | outubro | 2017. Disponível em: https://www.bnb.gov.br/documents/80223/2666752/18_coco_V4.pdf/93f42437-8108-ebc6-0f78-0cd8f41957b0>. Acessado em junho 2018.

BRASIL. Lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996. Dispõe sobre regulação de direitos e obrigações relativos à Propriedade Industrial. Brasília, 14 de maio de 1996. Disponível em: < http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/tecnologia-agropecuaria/arquivos-de-legislacoes-de-tecnologias/lei-no-9-279-de-14-de-maio-de-1996.pdf/view>. Acesso jun. 2018

CASTRO, A.L. Indústria da beleza: uma abordagem sócio-antropológica do culto ao corpo na cultura contemporânea. Latitude, vol. 4, n° 1, pp. 54-73, 2010

CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA. A História dos Cosméticos. Disponível em: . Acesso em jun.2018.

EMBRAPA. Relatório de Produção e Comercialização de Coco no Brasil Frente ao

Comércio Internacional: Panorama 2014. Disponível em: . Acesso em: jun 2018.

FIFE, BRUCE. The Coconut Oil Miracle. Ed. Putnam's Sons. New York. 2004

LASZLO, Fabian. A importância do óleo de coco, ácido láurico. Niterói. Rio de Janeiro.2017. Disponível em: < http://www.toqueativo.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=225&Itemid=135> Acessado em junho 2018.

LODY, Raul. Coco: Comida, Cultura e Patrimônio.Editora Senac. São Paulo.2011

MARTINS, C. R.; JESUS Jr, L. A. Evolução da produção de coco no Brasil e o comércio internacional. Documentos 164. Embrapa Tabuleiros Costeiros. Aracaju, 2011. Disponível em: < http://www.cpatc.embrapa.br/publicacoes_2011/doc_164.pdf>. Acessado em junho 2018.

OMPI (Organização Mundial da Propriedade Intelectual). Relatório de Indicadores Mundiais de Propriedade Intelectual (2017). Disponível em: http://www.wipo.int/edocs/pubdocs/en/wipo_pub_941_2017.pdf. Acesso em jun. 2018.

ONLINE MAGAZINE FOR ORGANIC TRADE. The place to be for the global natural cosmetics industry. Disponível em: http://organic-market.info/news-in-brief-and-reports-article/14933-Vivaness_2015.html. Acesso em 22 jun. 2018.

ORBIT INTELLIGENCE Disponível em: https://www32.orbit.com/. Acesso em: jun. 2018

PATENTS ONLINE. Disponível em: http://www.freepatentsonline.com. Acesso em: jun. 2018

PERIÓDICOS CAPES. Disponível em: http://www.periodicos.capes.gov.br/. Acesso em: jun 2018.

PALERMO, Tatiana. Na onda dos alimentos saudáveis, água de coco está se tornando um mercado bilionário. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/blogs/tatiana-palermo/2018/03/26/na-onda-dos-alimentos-saudaveis-agua-de-coco-esta-se-tornando-um-mercado-bilionario. Acesso em junho. 2018.

REVISTAS FARMACEUTICAS. O Óleo de Coco e suas propriedades. Disponível em: http://www.farmaceuticas.com.br/oleo-de-coco-e-suas-propriedades>. Acesso junho. 2018.

REVISTA COSMETIC INNOVATION. Crescimento dos cosméticos naturais, orgânicos, veganos e éticos é tendência irreversível. Disponível em: http://www.cosmeticinnovation.com.br/crescimento-dos-cosmeticos-naturais-organicos-veganos-e-eticos-e-tendencia-irreversivel. Acesso junho. 2018

REVISTA VEJA. Brasil perde posição no consumo de cosmético, mas setor avança Disponível em: https://veja.abril.com.br/economia/brasil-perde-posicao-no-consumo-de-cosmetico-mas-setor-avanca/. Acesso em: jun 2018.

SEBRAE. Potenciais negócios do coco verde. Disponível em: http://www.sebraemercados.com.br/potenciais-negocios-do-coco-verde. Acesso junho. 2018

_____. O cultivo e o mercado do coco. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/o-cultivo-e-o-mercado-do-coco-verde,3aba9e665b182410VgnVCM100000b272010aRCRD. Acesso em 22 jun. 2018.

_____.Crescimento dos cosméticos naturais orgânicos veganos e éticos e tendência irreversível. Disponível em:

https://www.cosmeticinnovation.com.br/crescimento-dos-cosmeticos-naturais-organicos-veganos-e-eticos-e-tendencia-irreversivel/. Acesso em 24 de jun.2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v12i2.27238

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)