AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE INOVATIVA SOBRE A ÓTICA PATENTÁRIA BRASILEIRA DO EMPREGO DE BIOTECNOLOGIAS NA INDÚSTRIA TÊXTIL

Maria Elisa Marciano Martinez, Marcello Carvalho dos Reis, Patrícia Carvalho dos Reis, Lorena Angelo de Castro Sales

Resumo


A indústria têxtil tem buscado inovar em seus produtos e processos, como o uso de biotecnologia - entre estas, tratamento enzimático, tratamento biológico e demais tratamentos (por exemplo o “bioblasting”), com destaque para os tratamentos enzimáticos com amilases, celulases, catalases, peroxidases e pectinase. Com a objetivo de avaliar a capacidade inovativa das tecnologias envolvidas neste cenário, foram utilizados os dados dos documentos patentários extraídos da base INPI-BR, onde foram selecionados 39 documentos de patentes sendo 38 relacionados à biotecnologia na indústria têxtil depositados até 2013, sendo 24 sobre tratamento enzimático, 4 sobre tratamento biológico e 10 sobre demais tratamentos. A evolução temporal revelou um pico entre 1996 e 2000 (exceto 1999). Verificou-se que os documentos patentários que tiveram sua família originada no escritório americano (USPTO) tiveram mais relevância nos depósitos patentários com foco tratemento enzimático, demais tratemento e tratamento biológico.

Texto completo:

PDF

Referências


BUZZANGA, J., Using Technology intelligence for R&D, 3 set. 2008. Disponível em: . Acessado em 02 jul. 2012.

COMUNICAÇÃO LATIN AMERICA; Enzimas na produção têxtil; 28 julho 2016. Disponível em: < http://www.bioblog.com.br/enzimas-na-producao-textil/>. Acessado em 11 jun. 2018.

DÍAZ, A. P., BEGOVICH, A. A., PUYOU, A. G., IBARGÜENGOYTIA, R. T., EICHELMAN, C. G. Bioquímica. 2. ed. México: Limusa Noriega Editores, 2004.

Instituto Nacional de Propriedade Industrial - INPI, 2018. Disponível em: . Acessado em 11 jun. 2018.

FERRANTE, E.; Biotecnologia Aplicada à Indústria Têxtil; 28 mar. 2011. Disponível em: . Acessado em 11 jun. 2018.

FERRANTE, E.; Biotecnologia Aplicada à Indústria Têxtil – Parte 2; 23 fev. 2010. Disponível em: < http://textileindustry.ning.com/m/blogpost?id=2370240%3ABlogPost%3A22419>. Acessado em 11 jun. 2018.

GASPARIN, M.; Feira têxtil mostrará aplicações biotecnológicas na indústria; 10 ago. 2010. Disponível em: . Acessado em 11 jun. 2018.

LHNINGER, A. L., Nelson, D. L., Cox, M. M. Princípios de Bioquímica. 6 ed. São Paulo: Artmed, 2014.

MONTEIRO, L.; Bioinovação na indústria têxtil resulta em redução de custos; 15 set. 2010; Correio Braziliense - seção: Ciência e Saúde. Disponível em: . Acessado em 11 jun. 2018.

SARAIVA, L. R.; Biotecnologia Aplicada à Indústria Têxtil - Parte 1; 23 fev. 2010. Disponível em: . Acessado em 11 jun. 2018.

WIPO REFORMED IPC, 2018. Disponível em:

World Intellectual Property Organization - WIPO, 2018. Disponível em: < http://www.wipo.int>. Acessado em 11 jun. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v11i3.27009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)