ESTUDO PRÉ-PROSPECTIVO PARA ROADMAP TECNOLÓGICO SOBRE RÁDIO COGNITIVO: EVOLUÇÃO CIENTÍFICO-PATENTÁRIA ENTRE 1970-2017

Andrade José Luiz Andrade, David Fernandes Cruz Moura Moura, Suzana Borschiver Borschiver Borschiver

Resumo


Avanços tecnológicos como digitalização das camadas físicas nos meios de comunicação tem promovido grande impacto na sociedade mundial em curto período de tempo. Nos últimos anos, complexos desafios propostos pela Era do Conhecimento incluem equilibrar o aumento exponencial de novos usuários a um espectro eletromagnético limitado se utilizado de forma convencional, como ocorre na atualidade. O Rádio Cognitivo emerge como uma tecnologia habilitadora para o uso eficiente e dinâmico do espectro, capaz de elevar os parâmetros de qualidade do serviço, ampliar o grau de confiabilidade e de plena utilização espectral. Este artigo explora tendências apontadas pelo estudo finlandês, Trial Cognitive Radio Innovation Landscape, no período 1970-2011 e monitora a evolução tecnológica entre 2012 e 2017. A análise bibliométrica permite antecipar crescente maturidade em domínios como spectrum sensing, cognitive & Spectrum sensing e dynamic spectrum sharing/management e intenso esforço inovativo em white space & LTE, cognitive & LTE e cognitive & smart antenna.


Texto completo:

PDF

Referências


AGIWAL, Mamta; ROY, Abhishek; SAXENA, Navrati. Next generation 5G wireless networks: A comprehensive survey.IEEE Communications Surveys & Tutorials, v. 18, n. 3, p. 1617-1655, 2016.

HU, Feng; CHEN, Bing; ZHU, Kun. Full Spectrum Sharing in Cognitive Radio Networks Toward 5G: A Survey. IEEE Access, v. 6, p. 15754-15776, 2018.

ADELSTEIN, Jonathan S. et al. Facilitating opportunities for flexible, efficient, and reliable spectrum use employing spectrum agile radio technologies (ET Docket No. 03 108).Washington, DC, USA: FCC, 2003.

HAYKIN, Simon; THOMSON, David J; REED, Jeffrey H. Spectrum sensing for cognitive radio. Proceedings of the IEEE, v. 97, n. 5, p. 849-877, 2009.

BRANCO, Marcos Guimarães Castello et al. Rádio Definido por Software do Ministério da Defesa-Visão geral das primeiras contribuições do CPqD. Cadernos CPqD Tecnologia, v. 10, p. 9, 2014.

RAMANI, Vishakha; SHARMA, Sanjay K. Cognitive radios: A survey on spectrum sensing, security and spectrum handoff.China Communications, v. 14, n. 11, p. 185-208, 2017.

AMARANTE, J.C.A.; Instituto Militar de Engenharia: uma ponte para o futuro; Bibliex: Rio de Janeiro, 2013.

BORSCHIVER, S.; SILVA, A. L. R. Technology Roadmap–Planejamento Estratégico para alinhar Mercado-Produto-Tecnologia. Interciência, 2016.

SUORVITA, M. Trial- Cognitive Radio Innovation Landscape. Disponível em: < http://www.wipo.int/patentscope/en/programs/patent_landscapes/plrdb_search.jsp?topic_id=&language_code=&territory_id=&query=cognitive+radio>. Acessado em: 19 dez. 2017.

GII. The Global Index Innovation Index 2018. Disponível em: . Acesso em: 16 jul. 2018.

TRIPPE, A. Guidelines for preparing patent landscape reports. Patent landscape reports. Geneva: WIPO, p. 8, 2015.

LEE, Pei-Chun; SU, Hsin-Ning. How to analyze technology life cycle from the perspective of patent characteristics?. In:Management of Engineering and Technology (PICMET), 2015 Portland International Conference on. IEEE, 2015. p. 2079-2083.

MASIERO, Gilmar; COELHO, Diego Bonaldo. A política industrial chinesa como determinante de sua estratégia going global. Brazilian Journal of Political Economy/Revista de Economia Política, v. 34, n. 1, 2014.

N FIGUEIREDO, Paulo. Gestão da inovação: conceitos, métricas e experiências de empresas no Brasil. Livros Técnicos e Científicos, 2009.

ERNST, Holger. The use of patent data for technological forecasting: the diffusion of CNC-technology in the machine tool industry. Small business economics, v. 9, n. 4, p. 361-381, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v11i3.26932

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)