COMUNICAÇÃO E GESTÃO DO CONHECIMENTO APLICADOS ÀS IGS: UMA PROSPECÇÃO PARA NOVAS TENDÊNCIAS CIENTÍFICAS

Ivan Bezerra dos Santos, Washington Franca-Rocha

Resumo


Com a ascensão das Indicações Geográficas (IGs) nos últimos anos em quantidade e representatividade nos setores econômico e social, expressivos também têm sido os estudos científicos nesta área da Propriedade Intelectual, sobretudo na conceituação de elementos ligados às IGs e em estudos de casos. O objetivo, portanto, deste trabalho é comprovar essa tendência e apontar de forma prospectiva novas temáticas possíveis de estudos relacionados às IGs, sugerindo, como foco para futuras análises científicas, temáticas ligadas à comunicação social associada à gestão do conhecimento por sua importância no processo de desenvolvimento socioeconômico sustentável das organizações no mercado globalizado. Os métodos utilizados para esta análise são o bibliométrico e o Roadmap. Por fim, este estudo comprova o direcionamento estável dos estudos de IG focados em conceituações e estudos de casos, abrindo, assim, possíveis e promissoras novas tendências de estudos relacionados às IGs, sobretudo nas temáticas aqui propostas.

Texto completo:

PDF

Referências


Coates, V., Farooque, M., Klavans, R., Lapid, K., Linstone, H. A., Pistorius, C. & Porter, A. L. (2001). On the Future of Technological Forecasting. North-Holland: Elsevier Science.

COELHO, Karoline Mota; BORSCHIVER, Suzana. Roadmap Tecnológico do ácido levulínico produzido a partir de biomassa lignocelulósica. Cad. Prospec., Salvador, v. 9, n. 4, p.481-492, out./dez. 2016.

DALKIR, K. Knowledge management in theory and practice. E-pub: Routledge. 2013. Disponível em . Acesso em: jun. 2017.

GONÇALVES, Aline Lima. Uso de resumos e palavras-chave em Ciências Sociais: uma avaliação. Enc. Bibli: R. Eletr. Bibliotecon. Ci. Inf., Florianópolis, n. 26, 2º sem.2008.

Gondim, S. M. G., Brain, F. Chaves, M. (2003). Perfil profissional, formação escolar e mercado de trabalho segundo a perspectiva de profissionais de recursos humanos. Psicologia: Organizações e Trabalho, 2, 119-152. Disponível em Acesso em jul. 2017.

GUTIÉRREZ CILLÁ, J. Y RODRÍGUEZ ESCUDERO, A. I. La investigación científica, en Sarabia Sánchez, F.J., Metodología para la Investigación en Marketing y Dirección de Empresas, Ediciones Pirámide, Madrid, pgs. 51-68.1999.

JANNUZZI, Celeste Sirotheau Corrêa; FALSARELLA, Orandi Mina; SUGAHARA, Cibele Roberta. Gestão do conhecimento: um estudo de modelos e sua relação com a inovação nas organizações. Perspectivas em Ciência da Informação. vol.21 no.1 Belo Horizonte Jan./Mar. 2016. Disponível em . Acesso em: jul. 2017.

JESUS, Patrícia Castro de; QUINTELLA, Cristina. Prospecção Tecnológica de Processos Gerenciais. Seminário de Prospecção Tecnológica, Instituto de Química, 08 de Julho de 2011.

MARIANO, Ari Melo; CRUZ, Rosario García; GAITÁN, Jorge Arenas. Meta Análises Como Instrumento de Pesquisa: Uma Revisão Sistemática da Bibliografia Aplicada ao Estudo das Alianças Estratégicas Internacionais. Disponível em < https://www.researchgate.net/publication/276410177>. Acesso em jun. 2017.

MEIRELES, Magali Rezende Gouvêa; CENDÓN, Beatriz Valadares; ALMEIDA, Paulo Eduardo Maciel de. Comparação do processo de categorização de documentos utilizando palavras-chave e citações em um domínio de conhecimento restrito. TransInformação, Campinas, 28(1 http://dx.doi.org/10.1590/2318-08892016002800007 ):87-96, jan./abr., 2016.

MIGUÉIS, Ana. Et Al. A importância das palavras-chave dos artigos científicos da área das Ciências Farmacêuticas, depositados no Estudo Geral: estudo comparativo com os termos atribuídos na MEDLINE. InCID: R. Ci. Inf. e Doc., Ribeirão Preto, v. 4, n. 2, Ed. esp., p. 112-125, jul./dez. 2013.

REZENDE, Yara. Informação para negócios: os novos agentes do conhecimento e a gestão do capital intelectual. Ciência da Informação. vol.31 no.1 Brasília. Jan. 2002.

SÁNCHEZ MECA, J. La revisión del estado de la cuestión: El meta-análisis.Taller Pre-Doctoral I:Concepción de Trabajos de Investigación.VIII Taller de Metodología de ACEDE.2000.

SÁNCHEZ MECA, J. Meta análisis para la investigación científica, en Sarabia Sánchez, F.J., Metodología para la Investigación en Marketing y Dirección de Empresas, Ediciones Pirámide, Madrid, pgs. 173-200. 1999.

SCHEINSOHN, Daniel. Comunicación estratégica. Cuadernos del Centro de Estudios en Diseño y Comunicación. Ensayos. Cuad. Cent. Estud. Diseño Comun., Ens. no.33 Ciudad Autónoma de Buenos Aires ago. 2010. Disponível em . Acesso em: jul. 2017.

SCOPUS [Base de dados – Internet]. Scopus; 2017. Disponível em: Acesso em 12 jul. 2017.

Vidican, G., Woon, W.L. & Madnick, S. (2009). Measuring innovation using bibliometric techiques: The case of solar photovoltaic industry. Sloan School of Management, MIT.

YOSHIDA, Nelson D.. Análise Bibliométrica: um estudo aplicado à previsão tecnológica. Future Studies Research Journal. São Paulo, v. 2, n. 1, pp. 52 - 84, Jan./jun. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v10i4.23300

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)