REGISTRO DE MARCAS COMO PASSO INICIAL PARA MAIOR COMPETITIVIDADE ECONÔMICA DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE

Rafael Pereira Pinto, Graciela Missio, Tennessee Lucena Saraiva, Gelso Pedrosi Filho, Francisco Edson Gomes

Resumo


Este artigo analisa o registro de marcas pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte dos setores da indústria, comércio e serviços do estado de Roraima e apresenta as principais razões pelas quais os micros e pequenos empresários devem realizar a proteção às suas marcas através do registro. A revisão bibliográfica apresenta informações importantes para os empreendedores na construção da marca e as principais etapas de registro com os respectivos prazos geralmente praticados pelo INPI. Os resultados indicaram o setor de serviços como detentor do maior número de empresas que decidiram realizar o registro de marcas, no entanto, os números encontrados ainda são muito baixos, considerando a importância do registro e o crescente número de novas empresas abertas no estado.


Texto completo:

PDF

Referências


ÁVILA, J. P. C. Prefácio. In: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Intelectual. A criação de uma marca: uma introdução às marcas de produtos e serviços para as pequenas e médias empresas. Rio de Janeiro, 2013. 44p. Disponível em: < http://www.inpi.gov.br/sobre/arquivos/01_cartilhamarcas_21_01_2014_0.pdf>. Acesso em: 21 mai. 2017.

BERRY, L. L.; LAMPO, S. S. Marcas fortes nos serviços. HSM Management, São Paulo, V.9, N.49, p. 94-99, mar./abr. 2005.

BRASIL. Lei n°. 9.279, 14 de maio de 1996. Regula direitos e obrigações relativos à propriedade industrial. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 23 de dez. 1996. Disponível em: . Acesso em 17 jun. 2017.

INPI – Instituto Nacional da Propriedade Intelectual. A criação de uma marca: uma introdução às marcas de produtos e serviços para as pequenas e médias empresas. Rio de Janeiro, 2013. 44 p. Disponível em: < http://www.inpi.gov.br/sobre/arquivos/01_cartilhamarcas_21_01_2014_0.pdf>. Acesso em: 21 mai. 2017.

________. Institucional. 201. Disponível em . Acesso em: 24 abr. 2017.

JUCERR – Junta Comercial do Estado de Roraima. Constituição de empresas: ano 2017. 2017. Disponível em: < http://www.jucerr.rr.gov.br/estatisticas_2017.htm>. Acesso em: 10 abr. 2017.

OLIVEIRA, B. A. Posicionamento de marcas de serviços no contexto da inovação disruptiva: um estudo de caso no setor de telecomunicações. Dissertação (Mestrado) - Curso de Administração, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. 176 f. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2017.

OMPI. A criação de uma marca. Série sobre A Propriedade Intelectual para o Comércio e a Indústria, n. 1, 2003. Disponível em: . Acesso em: 25 mai. 2017.

PINHO, J. B. O poder das marcas. 3ª ed. Summus editorial, 1996.

SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Departamento Nacional). Importância da marca para sucesso do negócio. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.

________. Razões para registrar uma marca. 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v11i2.23186

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)