MONITORAMENTO TECNOLÓGICO DO USO DA PRÓPOLIS VERMELHA EM COMPOSIÇÕES COSMÉTICAS

Jamilla de Paula dos Santos Almeida, Joyce Carolina Lins Guilhemart, Andreiza Márcia Maia de Oliveira, Katiane do Nascimento Tavares, Ticiano Gomes do Nascimento, Sílvia Beatriz Beger Uchôa, Silvânia da Rocha Medeiros Vila Nova

Resumo


Tradicionalmente, o setor dos cosméticos representa um dos segmentos mais fortes da economia nacional, onde o Brasil segue como o quarto maior mercado consumidor mundial de produtos de beleza, atrás apenas do Japão, China e Estados Unidos. Após pesquisas em duas bases de artigos científicos, verificou-se que a própolis vermelha possui propriedades químicas e biológicas de grande aplicabilidade para o setor dos cosméticos. Para o presente monitoramento foram utilizadas seis bases de buscas patentárias, dentre elas uma nacional, onde foi possível verificar que, a partir de 2004, houve um maior fluxo de pedidos de patentes envolvendo a própolis vermelha, sendo a maioria dos titulares pessoas jurídicas. Concluiu-se, após harmonização dos dados monitorados, que há um enorme potencial para o uso de compostos à base de própolis vermelha no ramo dos cosméticos, despontando os escritórios japonês e brasileiro como os que possuem o maior número de pedidos publicados.

                 

Texto completo:

PDF

Referências


ABHIPEC - Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos. Panorama do Setor de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos: Resultados 2016. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2017.

BARRETO, Gabriele. A. et al. Aplicação de extrato de própolis em produtos alimentícios: uma prospecção baseada em documentos de patentes. Revista Virtual de Química, ano 8, v. 5, p. 1251-1261. 04 jul. 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2017.

FORTE, Sérgio Henrique Arruda Cavalcante. Manual de elaboração de tese, dissertação e monografia. Fortaleza: Universidade de Fortaleza, 2008.

GODOY, Arilda Schmidt. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 3, p. 20-29, mai./jun. 1995. Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2017.

LUZ, Marisa. M. S. Método para avaliação e pesquisa da atividade antimicrobiana de produtos de origem natural. Revista Brasileira de Farmacognosia, v. 17, n.1, jan./mar. 2007. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.

MORAES, Cleber Silveira. Estudo comparativo de diferentes extrações de própolis dos grupos 12 e 13 e suas atividades biológicas. São Paulo, 2007. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2017.

PORTAL INOVAÇÃO. Estudo de Tendências Tecnológicas. Disponível em: . Acesso em: 17 jun. 2017.

RAVENSCROFT, M. Beauty and personal care products. Chemical Week, Englewood, v. 179, 11 ed, p. 26, abr./2017.

ROSALEN, P. L. et al. Compostos à base de isoflavonoides com atividade anti-inflamatória e bactericida aplicada na prevenção de cárie. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2017.

SEBRAE. A maturidade do mercado de produtos orgânicos. Oportunidades & negócios: boletim do serviço de apoio às micro e pequenas empresas. SEBRAE, 2012. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.

SEBRAE. Própolis vermelha como um novo nicho de mercado. Apicultura: Relatório de inteligência Abril - 2014. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2017.

SEBRAE. Indústria farmacêutica: oportunidades para a apicultura. Apicultura: Relatório de inteligência Abril – 2015. Disponível em: . Acesso em: 19 jun. 2017.

SEBRAE; ESPM. Cosméticos à base de produtos naturais. Brasília, SEBRAE/ESPM, 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.

SEBRAE. Indústria de cosméticos: beleza que gera riqueza. Brasília: SEBRAE, 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.

SEBRAE. Indicações geográficas brasileiras: mel e própolis. Brasília: SEBRAE, INPI, 2016. Disponivel em: . Acesso em: 22 jun. 2017.

SILVA, Patrícia Brandão Barbosa da. et al. Mapeamento tecnológico da própolis vermellha do Estado de Alagoas - PVA. Revista Cadernos de Prospecção, v.9, n. 1, p. 30-37, jan./mar. 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v12i4.23075

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)