SINOPSE DO CENÁRIO CERVEJEIRO: O ADVENTO DA PRODUÇÃO E O MERCADO NA REGIÃO CENTRO OESTE

Larisse Araújo Lima, Thiago Lara Fernandes, Luiza Xavier da Silva Tenório, Marcio Lima da Silva, Rafael Benjamin Werneburg Evaristo, Grace Ferreira Ghesti, Adriana Regina Martin

Resumo


Recentemente a fabricação de cervejas artesanais tem ganhado grande repercussão em todo país, principalmente no que concerne a produção oriunda das microcervejarias colaborativas. O surgimento de novos rótulos, a elaboração de novos sabores e até mesmo o desenvolvimento de novos equipamentos utilizados no processo produtivo de cervejas tem contribuído significativamente para a disseminação das informações tecnológicas do setor assim como o fortalecimento dos produtos cervejeiros no mercado nacional e internacional. Dessa forma, a indústria cervejeira está bastante engajada na teoria da tripla hélice, uma vez que movimenta uma imensa rede que envolve pesquisa, cultivo, audiência pública para alteração da legislação vigente, processamento e a comercialização de insumos e matérias-primas, caracterizando-se assim como um dos setores mais relevantes da economia brasileira.


Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Luciana. Microcervejaria Jinbeer, do DF, está no MAPA. Brasília, 2016.Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDUSTRIA DA CERVEJA - CERVBRASIL. Dados do setor. São Paulo, c2015. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDUSTRIA DA CERVEJA – CERVBRASIL. O setor. São Paulo, 2016. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDUSTRIA DA CERVEJA – CERVBRASIL. Meio ambiente. São Paulo, 2016. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

ETZKOWITZ, H., LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation: from National Systems and ‘‘Mode 2’’ to a Triple Helix of university–industry–government relations. Research Policy, 29, pp. 109–123, 2000.

ETZKOWITZ, H. A Hélice Trípla: universidade-empresa-governo, inovação em movimento. Porto Alegre: Ed. PUC-RS, 2009.

EMIR, Aquiles. Fábricas de cerveja na região nordeste já respondem com mais de 26% da produção nacional. Blog. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

FREITAS, Adriana Gomes. Relevância do mercado cervejeiro brasileiro: avaliação e perspectiva e a busca de uma agenda regulação. Revista Pensamento e Realidade, v.30, n. 2, 2015. Disponível em . Acesso em: 27 jun. 2017

IBANEZ, Marta. Piri Bier 2017: o festival do cerrado. [S.l]: O caneco, 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

MARCUSSO, Eduardo Fernandes; MULLER, Carlos Vitor. A cerveja no Brasil: O ministério da agriculta informando e esclarecendo. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017

METROPOLES. Curral da Corina sedia 1º festival de cervejas do centro-oeste em 28/2. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

METROPOLE. Fábrica de cervejas artesanais deve impulsionar mercado no DF e regiões. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017

PETRONI, Paulo de Tarso. Palavra da Cervbrasil. São Paulo, 2016. Disponível em . Acesso em: 27 jun. 2017.

ROCHA, Rafael. Com doze fábricas de cervejas artesanais, Minas Gerais vira a Bélgica brasileira. [Belo Horizonte], 2012. Atualizado em 26 dez. 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

TORRENTES, Andrea. O que são e como funcionam as cervejarias ciganas. Curitiba: Gazeta do povo, 2016. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

VASCONCELOS, Yuri. Inovações cervejeiras. Pesquisa Fapesp: São Paulo, 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.

VILADARGA, Vicente. A guerra das periguetes no mercado de cervejas. [São Paulo]: Revista exame, 2014. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017

ZOBARAN, Eduardo. Com inclusão no Simples Nacional, microcervejarias protejam transformação no setor. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v10i4.23041

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)