PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA DE COMPÓSITO ATAPULGITA-GOMA DO CHICHA COMO CARREADOR DE FÁRMACOS

Amanda Nayana Costa Silva, Valdir Morais, João Paulo Correia Neto, Rogério Almiro Oliveira Silva, Maria Rita Morais Chaves Santos

Resumo


O controle da liberação de fármacos por meio de vetores tem ganhado destaque e tornado-se uma área de intensas pesquisas, onde os materiais naturais, como as argilas, devido sua flexibilidade para modificação química e baixo custo, tem aplicação atrativa e ampla como carreadores de fármacos. O objetivo deste trabalho foi realizar uma prospecção tecnológica do uso da argila atapulgita com a goma chichá na liberação controlada de fármacos com busca de patentes e artigos. A prospecção foi realizada na base de artigos Scopus e patentes do INPI, EPO e Derwent. Pesquisas envolvendo as argilas como carreadoras de fármacos se apresentam em ascenção em relação aos anos de publicações de artigos. A China e a Índia são os países que mais possuem desenvolvimento de estudos sobre uso dos argilominerais, sendo a China o país que mais depositou patentes sobre esse compósito na liberação de fármacos. O maior número de Classificações Internacionais das patentes está distribuído nas subclasses A01N e A01P. Pode-se afirmar que pesquisas envolvendo o uso de argilas com gomas naturais para liberação controlada de fármacos são favoráveis devido ao incentivo à ciência e tecnologia, baixo custo e grandes propriedades dos argilominerais.

Palavras-chave


Prospecção; Argila; Fármaco.

Texto completo:

PDF

Referências


AMPARO, K.K.S.; RIBEIRO, M.C.O.; GUARIEIRO, L.L.N. Estudo de caso utilizando mapeamento de prospecção tecnológica como principal ferramenta de busca científica. Perpect. em Cien. da Informação. v.17, n.4, p.195-209, out-dez, 2012.

ARAÚJO, E.M. et. al. Preparação de argilas organofílicas e desenvolvimento de nanocompósitos com matrizes poliméricas de polietileno e nylon6. Parte 1: comportamento mecânico. Polímeros: Ciência e Tecnologia, v.16, n.1, p. 38-45, 2006.

BRITO, A.C.F. et. al. Composition and rheological properties of Sterculia striata. Polymer Internacional. 2003.

BUNHAK, E.S. et. al. Influência do sulfato de condroitina na formação de filmes isolados de polimetacrilato: avaliação do índice de intumescimento e permeabilidade ao vapor d’água. Quim. Nova. v.30, n.2, p.312-317, 2007.

COELHO, A.C.V.; SANTOS, P.S. Argilas especiais: o que são, caracterização e propriedades. Quim. Nova. v.30, n.1, p.146-152, 2007.

EIRAS, C. et. al. Nanocompósitos eletroativos de poli-o-metoxianilina e polissacarídeos naturais. Rev. Quim. Nova. v.30, n.5, p. 1158-1162, 2007.

FERREIRA, M.L.A. et. al. Gestão prospectiva a partir de patentes em países em desenvolvimento: implicações e benefícios. In: XXVIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 13 a 16 de outubro de 2008, Rio de Janeiro.

LOPES, L.F.M.; MEDEIROS, G.M.S. Argilas medicinais: potencial simbólico e propriedades terapêuticas das argilas em suas diversas cores. Núcleo de Estudos Avançados em Geoterapia, Reflexologia e Acupuntura – NUCLEOGRA. 2013.

LUZ, A.B.; ALMEIDA, S.L.M. Argila: atapulgita e sepiolita. In: Rochas e minerais industriais: usos e especificações. p. 223-238. Rio de Janeiro, 2008.

LUZ, R.A.S. et. al. Aplicação da goma do chichá quimicamente modificada na retenção de chumbo. In: XLVI Congresso Brasileiro de Química, 25 a 29 de setembro de 2006, Salvador-BA.

SCHAFFAZICK, S.R.; GUTERRES, S.S. Caracterização e estabilização físico-química de sistemas poliméricos nanoparticulados para administração de fármacos. Quim. Nova. v.26, n.5, p.726-737, 2003.

SOARES, D.S. Avaliação da argila atapulgita para potencial uso com excipiente farmacêutico em formas sólidas. Dissertação: Mestrado em Ciências Farmacêuticas. Programa de Pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 93f. Natal, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v10i1.17247

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)