ABORDAGEM PATENTO-CIENTOMÉTRICA PARA AVALIAÇÃO DE TECNOLOGIAS EMERGENTES POR FUNDOS DE CAPITAL SEMENTE: O CASO DE POLIFENÓIS E ANTIOXIDANTES EXTRAÍDOS DE PLANTAS

Maxwel Azevedo-Ferreira, Gustavo da Silva Motta, Rogério Hermida Quintella

Resumo


Este artigo propõe o uso de indicadores de ciência e tecnologia (C&T), para a avaliação de tecnologias emergentes, como uma forma de instrumentalizar o processo de seleção de projetos pelos fundos de capital semente. Para tanto se utilizou dados de artigos e patentes relacionados à tecnologia de uma empresa investida do principal fundo de capital semente brasileiro. Esses dados permitiram a construção de indicadores capazes de avaliar a tecnologia à luz de três dimensões: tecnologia, mercado e desinvestimento. Esta construção metodológica mostrou-se capaz de contribuir no processo de avaliação de tecnologias emergentes.

Palavras-chave


Cientometria; Patentometria; Avaliação Tecnológica; Indicadores de C&T; Fundos de Capital Semente.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, S. F., SIMON, F. O., C., E. P. Influência da sociedade no desenvolvimento tecnológico: um estudo das concepções de graduandos brasileiros do Estado de São Paulo, Revista CTS, nº 17, vol. 6, p. 179-211, Abril de 2011.

ARRUDA, F. S. Avaliação em Ciência, Tecnologia e Inovação: O Caso do programa de Propriedade Intelectual da FAPESP, 2008, disponível em acessado em 01/02/2012.

BAUMGARTEN, M. Avaliação e gestão de ciência e tecnologia: Estado e coletividade científica, Revista Crítica de Ciências Sociais, v. 70, p. 33-56, Dezembro 2004. Disponível em acessado em 26/02/2012

CASTELLS, M. A Era da Informação, vol. 1, 8ºEdição, São Paulo, Ed. Paz e terra, 1999,

CASTRO, C. M. e SOARES, G. A.D. "As avaliações da CAPES". In: SCHWARTZMAN, Simon e CASTRO, Cláudio de Moura (orgs.). Pesquisa Universitária em Questão. Campinas: Editora da UNICAMP, Ícone Editora; São Paulo: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, 1986. p.173-189.

DAVYT, Amylcar; VELHO, Léa. A avaliação da ciência e a revisão por pares: passado e presente. Como será o futuro? História, Ciências, Saúde - Manguinhos, 2000. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2008.

DAY, G. S.; SCHOEMAKER, P. J. H.; GUNTHER, R. E; Gestão de Tecnologias Emergentes, 1º Edição, São Paulo: Ed. Bookman, 2003.

GONÇALVES, J. E. L. Os impactos das novas tecnologias nas empresas prestadoras de serviço. RAE, v. 38, n. 2, p. 6-17, Abr/Jun, 1998. Disponível em: acessado em 06/12/2012.

GUZMÁZ SÁNCHEZ, M. V. Patentometria: herramienta para El analisis de oportunidades tecnológicias. 130p. La Habana, 1999. Tesis (Gerencia de información tecnológica) - Facultad de Economia. Universidad de La Habana: La Habana, 1999.

JANNUZZI, G. M.; GOMES, A. F.; ANDRADE, H. G. Mapeamento de competências e infraestrutura para P&D:indicadores para auxílio à prospecção tecnológica na área de energia. Campinas: International Energy Initiative Latin Américan Offic, 2003. Disponível em: . Acesso em: 26/03/2012.

LUJÁN, J. L.; CEREZO, J. A. L. De la promoción a la regulación. El conocimiento científico en las políticas públicas de Ciencia e Tecnología. In: LUJÁN, J. L.; ECHEVERRÍA, J. Gobernar los Riesgos: ciencia y valores en la sociedad del riesgo. Madrid: Biblioteca Nueva – OEI, 2004.

LUNA, S.; SILVA, C. L.; ARAÚJO, A. S.; FERREIRA, H. T.; LIMA, I.; LEAL, J.; MEIRA, M.; QUINTELLA, C. M. Prospecção tecnológica de artigos e patentes sobre inibidores de corrosão metálica em meio corrosivo de combustível ou biocombustível. Cadernos de Prospecção, v. 5, n. 1, p. 23–33, 2012. http://doi.org/10.9771/S.CPROSP.2012.005.003

MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p. 134-140, 1998.

MARICATO, J. de M. Dinâmica das relações entre ciência e tecnologia: estudo bibliométrico e cientométrico de múltiplos indicadores de artigos e patentes em biodiesel, 2010.

MARTIN, A.R; FARIA. L. I. L.; HOFFMANN, W. A. M.; GREGOLIN, J. A. R. Monitoramento de patentes sobre plásticos biodegradáveis. In: WORKSHOP BRASILEIRO DE INTELIGÊNCIA COMPETITIVA E GESTÃO DO CONHECIMENTO, 3., 2002, São Paulo; CONGRESSO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE GESTÃO DO CONHECIMENTO, 1., 2002, São Paulo. Anais... São Paulo,2002.

MATAMOROS, P. M.; GUITART TARRÉS, L.; ACHCAOUCAOU IALLOUCHEN, F.; NÚÑEZ CARBALLOSA, A. El papel del entorno en la localización de actividades de I+ D en las filiales de multinacionales extranjeras. Revista Europea de Dirección y Economía de la Empresa, v. 21, n. 2, p. 169-181, 2012.

MAXIMILIANO, A. C. A. Introdução à administração. São Paulo: Ed. Atlas, 2000.

MOTTA, G. S.; QUINTELLA, R. H. Assessment of Non-Financial Criteria in the Selection of Investment Projects for Seed Capital Funding: the Contribution of Scientometrics and Patentometrics. Journal of technology management & innovation, v. 7, n. 3, p. 172-197, 2012. doi: 10.4067/S0718-27242012000300015.

MOTTA, G. S.; GARCIA, P. A. A.; QUINTELLA, R. H. A patento-scientometric approach to venture capital investment prioritization. Journal of the Association for Information Science and Technology, v.66, n. 4, p. 765-777, 2015. doi: 10.1002/asi.23205

OMODE, S. Revisão por pares na revista brasileira de educação especial. Rev. Bras. Ed. Esp., Marília, v.11, n.3, p.323-334, Set.-Dez. 2005.

PINHEIRO, N. A. M.; SILVEIRA, R. M. C. F.; BAZZO, W. A. Ciência, Tecnologia e Sociedade: a relevância do enfoque CTS para o contexto do ensino médio. Ciência & Educação, Bauru, v. 13, n. 1, p.71-84, jan. 2007.

REIS, D. R., Gestão da inovação tecnológica, São Paulo: Manole Ltda, 2004.

SILVEIRA, M. C. F. Inovação Tecnológica na Visão dos Gestores e Empreendedores de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica do Paraná (Iebt-Pr): Desafios e Perspectivas para a Educação Tecnológica. 2007. 257 f. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2007.

SOUZA, F. T. C.; RABÊLO, T. C. B.; SANTOS, L. K. F.; SANTOS, E. R.; SILVA, J. da C. Prospecção científica e tecnológica referente à pinha (Annona squamosa L.). Cadernos de Prospecção, v. 8, n. 4, p. 768–774, 2015. http://doi.org/10.9771/S.CPROSP.2015.008.085

VARGAS, M. Para uma filosofia da tecnologia. São Paulo: Alfa Omega, 1994.

VELHO, L. Estratégias para um sistema de indicadores de CT&I no Brasil. In: MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA. Indicadores de CT&I no Brasil: antecedentes, estratégia, situação atual, necessidades e perspectivas. Brasília, 1997.

WOODWARD, J. Organização industrial: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 1977.

ZACKIEWICZ, M. Trajetórias e Desafios da Avaliação em Ciência, Tecnologia e Inovação. 2005. 229 f. Tese (Doutorado em Política Cientifica e Tecnológica) - Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2005.

ZAWISLAK, P. A.; DAGNINO, R. P. Metodologia para Identificação Imediata de DemandasTecnológicas de Setores Industriais: o caso de três setores gaúchos. In: Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Administração, 21, Rio de Janeiro: Anpad, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v9i2.15056

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)