DESIGN, PROPRIEDADE INTELECTUAL E CIDADANIA

Renata Gontijo

Resumo


Avaliando a evolucão do homem na Terra, vê-se que desde muito cedo este já interferia no ambiente natural criando, produzindo, distribuindo e consumindo artefatos compostos, configurados e reconfigurados pelo design que, por estar no limiar entre a arte e a tecnologia e permitir um sem-número de possibilidades, tem sua proteção legal garantida tanto pelo Direito Autoral quanto pela Propriedade Industrial. Sendo assim, é objetivo deste estudo qualitativo exploratório, baseado em análise bibliográfica e documental, refletir como o uso de um Sistema de Propriedade Intelectual pode ser elemento de obstrução ao exercício da solidariedade na construção de experiências de sustentabiildade e cidadania.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/s.cprosp.2016.009.001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)