PERFIL PATENTÁRIO DO SETOR DE CELULOSE E PAPEL COM PRODUÇÃO DE NANOPARTÍCULAS

Arão Cardoso Viana, Andréa Lobo Miranda, Janice Izabel Druzian

Resumo


Em decorrência das novas necessidades ambientais, a busca por materiais biodegradáveis vem sendo largamente explorada. O estudo relacionado ao uso de nanopartículas de celulose, por exemplo, tem sido intensificado em todo o mundo, principalmente como reforço de blendas poliméricas, são fontes de estudos. Diante disto, o objetivo deste trabalho foi realizar uma avaliação patentária dos atuais documentos depositados em um banco de patente internacional, verificando sua aplicação e perfil de nanopartículas. Para isso, foi utilizado a base de dados do Espacenet®, com as palavra-chaves Husk*, Nanocellulos* e cellulos* no título ou resumo combinadas com os códigos D21H11/08 e B82Y30/00. Os resultados mostraram um total de 253 patentes, sendo na maioria depositadas pelo Japão, Estados Unidos e China. Nos termos utilizados, apenas foram encontradas 75 patentes que utilizam nanopartículas, não sendo exclusivamente de material a base de celulose. Conclui-se que a pesquisa com celulose em outras áreas já é consolidada, sendo um desafio para a área de nanopartículas.

Palavras-chave


patente; prospecção; Espacenet; biodegradável

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/s.cprosp.2014.007.058

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)