ESTUDO PROSPECTIVO RELATIVO A MEMBRANAS DE OSMOSE INVERSA PARA PRODUÇÃO DE ÁGUA POTAVEL A PARTIR DE AGUA DO MAR

Alexandra Nobre, Ana Maria Tavares da Mata, Ricardo Manuel Salgado

Resumo


A escassez de água potável em várias regiões do mundo levou à necessidade da sua obtenção
através da dessalinização da água do mar. Um dos processos mais utilizados para a dessalinização é
a osmose inversa. Foi realizado um levantamento das patentes nesta área e a sua interpretação com
vista à avaliação da situação presente e perspectivas de futuro. Verificou-se que a maioria das
patentes é oriunda de países asiáticos em especial do Japão. Parece evidente que esta tecnologia está
bem consolidada pelo número regular de patentes depositadas ao longo dos anos, e que as inovações
referem-se essencialmente a melhorias no pré-tratamento, e propostas de sistemas híbridos que
incluem tratamentos mais convencionais antes da entrada da água nas membranas de osmose
inversa. O desafio da dessalinização a um custo acessível mantém-se e são necessários progressos
para que também as populações carenciadas possam ter acesso a este tipo de água potável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v6i2.11432

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)