POTENCIAL TECNOLÓGICO DAS ARGILAS NA COSMETOLOGIA

Rogério Almiro Oliveira Silva, Maura Célia Cunha e Silva, Maria da Glória Oliveira Silva, Ana Lúcia Nunes Falção de Oliveira, Lana Grasiela Alves Marques, Edson Cavalcanti da Silva Filho, Tiago Soares da Silares da Silva, Maria Rita de Morais Chaves Santos

Resumo


O uso das argilas com propriedades tecnológicas tem despertado grandes interesses nas indústrias, pois é um argilomineral abundante no Brasil e economicamente viável, além de ser um material que ao ser descartado não agride o meio ambiente. Dentre suas várias aplicações podemos destacar na
cosmetologia, onde está relacionada com o ajuste das propriedades reológicas, estabilidade de emulsões e suspensões e na liberação de substâncias específicas. O objetivo desse trabalho foi avaliar o potencial tecnológico das argilas na área de cosmetologia baseado no número de patentes depositadas e de artigos publicados. A prospecção foi realizada no Banco Europeu de Patentes (Europen patent Office - EPO), no Banco Americano de Marcas e Patentes (United States Patent and Trademark Office - USPTO), no Banco de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial do Brasil – INPI e na base de periódicos Web of Science. A China, Estados Unidos e Brasil são os países que detêm a tecnologia das argilas em cosmetologia. O maior número de patentes depositadas está alocado nas subclasses A61K8 e C11D3. As maiores tecnologias estão aplicadas na obtenção de cosméticos para o cuidado do corpo, seguida das patentes relacionadas a produtos para uso em pele.

Palavras-chave


Argilas; tecnológica; cosmetologia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v6i3.11423

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)