ESTUDO PROSPECTIVO TECNOLÓGICO E CIENTÍFICO DO POTENCIAL ANTISchistosoma mansoni DA CUMARINA E DO ÁCIDO o-HIDROXICINÂMICO

Alysson Kenned de Freitas Mesquita, Kátia da Conceição Machado, Lívio César Cunha Nunes, Josué de Moraes, Rivelilson Mendes de Freitas

Resumo


O Schistosoma mansoni é o principal causador da esquistossomose, doença parasitária negligenciada que afeta milhões de pessoas no mundo inteiro. Considerando que a cumarina e o ácido o-hidroxicinâmico ainda apresentam potencial farmacológico a ser estudado, este estudo
realizou uma prospecção científica e tecnológica sobre o uso destes dois compostos no combate da esquitossomose, através da busca na produção científica e nos depósitos de pedidos de patentes nas bases nacionais e internacionais. Não foi encontrada nenhuma patente ou produção científica
relacionando a cumarina e o ácido o-hidroxicinâmico no tratamento da esquistossomose, sobre nenhuma das formas do parasita. Nas patentes encontradas, os Estados Unidos e o Japão foram os países que mais realizaram depósitos de patentes e a maioria destas são produtos para fins médicos,
odontológicos e higiênicos. Apesar das várias atividades já conhecidas da cumarina e do ácido ohidroxicinâmico
ainda não foi estudado a ação destes metabólitos contra esquistossomose.

Palavras-chave


cumarina; ácido o-hidroxicinâmico; Schistosoma mansoni; prospecção tecnológica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v6i3.11418

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)