ANÁLISE DAS PATENTES DEPOSITADAS POR UNIVERSIDADES FEDERAIS BRASILEIRAS NO BANCO DE DADOS DO ESPACENET

Elaine Machado Melo, Erick Samuel Rojas Cajavilca, Géssica Feitosa Sales, Natan de Souza Marques, Rayldson de Souza Lobo, Vinício Gonçalves Santana

Resumo


Este artigo objetiva analisar a produção tecnológica das universidades federais brasileiras com base no banco de dados de patentes Espacenet. Espera-se que a potencialidade da biodiversidade do país, associada ao conhecimento técnico de profissionais especializados no meio acadêmico, incentivados pelas políticas de desenvolvimento tecnológico possam traduzir-se em tecnologias aplicadas. Para tanto, foram mapeadas todas as universidades federais. Posteriormente, utilizou-se da metodologia de prospecção tecnológica, o que permitiu a coleta de 474 patentes codificadas pela Classificação Internacional de Patentes (IPC), distribuídas em 56 instituições. Os resultados mostram que há um expressivo avanço, com diversidade na produção por setores. Porém, desde os anos 70, a produção aumentou consideravelmente a partir do ano de 2004, o que pode ser
impulsionada pela criação da Lei de Inovação e a Lei do Bem, caracterizadas pelo estímulo e incentivos fiscais auferidos pelo governo ao setor de inovação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v6i4.11413

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)