INOVAÇÃO E TRAJETÓRIA TECNOLÓGICA: ABORDAGEM COMPLEXA COM CONTEÚDOS NEO-SCHUMPETERIANOS – O CASO DA PETROBRAS PARA O PERÍODO 2007-2011

Fred Leite Siqueira Campos, Diogo Augusto Soares Pimenta, Antônio Suerliton B. da Silva

Resumo


Este trabalho trata de estudo de caso da PETROBRAS à luz da teoria neo-schumpeteriana com a ajuda da Teoria da Complexidade. Aqui é estimada a taxa bruta de inovação da empresa e analisada a dinâmica pela qual o seu paradigma tecnológico é explorado. Destaca-se, a partir da abordagem
dinâmica neo-schumpeteriana, a importância dos sistemas de inovação como uma construção institucional que pode impulsionar o progresso técnico. Também, analisa-se a dinâmica econômica não linear na qual a empresa se encontra inserida, que é expressa por meio da matemática dos sistemas complexos. Os cenários microeconômico e macroeconômico considerados são (em muitos aspectos) apenas introdutórios. Conclui-se que as irreversibilidades, a dependência de caminhos e a multiplicidade de equilíbrios (encontradas) são resultados que aproximam a análise evolucionista contida na definição de sistemas de inovação com os resultados encontrados nos estudos
complexos.

Palavras-chave


Inovação; Trajetórias tecnológicas; PETROBRAS

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/cp.v6i3.11406

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)