DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS DE MARISCO: UMA PROSPECÇÃO TECNOLÓGICA

Sirlana Silva de Assis, Cecília Freitas da Silva Araujo, Eleidiana Andreia Seixas de Oliveira, Mariana Martins Magalhães de Souza, Itaciara Larroza Nunes

Resumo


O consumo de pescado vem crescendo muito nos últimos anos no Brasil. A inserção do pescado na alimentação se deve ao seu valor biológico e aos benefícios à saúde do consumidor. Assim como os peixes, a carne de mariscos possui proteína de alto valor biológico, é rica em ácidos graxos poli-insaturados e tem pequenas concentrações de ácidos graxos saturados totais. A sua composição nutricional a caracteriza como um alimento saudável. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho foi realizar um mapeamento do volume de produção de patentes a fim de verificar a frequência de depósitos e as perspectivas sobre a utilização da carne de marisco na indústria de alimentos no Brasil e no mundo. Para tal foi realizado levantamento de dados junto aos bancos de dados de patentes do INPI e do escritório de patentes Europeu – Espacenet. Os maiores depositantes e inventores encontram-se nos países asiáticos. A principal área de utilização que envolve o marisco e as tecnologias empregadas concentra-se na área da indústria alimentícia, especificamente naquelas que envolvem a inovação tecnológica. As perspectivas quanto a utilização do marisco na indústria de alimentos são as melhores possíveis, em função do grande valor nutricional e potencialidade de uso em outras áreas, essa perspectiva está disponível para todos os países.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/S.CPROSP.2014.007.028

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



Rede NIT-NE - Cadernos de Prospecção ISSN:1983-1358 (impresso) / ISSN: 2317-0026 (on-line)