O comum e a gestão social do pós-pandemia

Valéria Giannella

Resumo


A Covid-19 pegou o mundo inteiro despreparado diante de uma ameaça que, apesar de parecer súbita, tinha sido aventada repetidamente em anos recentes. A produção de informação e reflexão sobre o que está nos acontecendo, é tamanha que passamos facilmente dias inteiros buscando acompanhar a massa de notícias, artigos, Lives,... tentando entender, manter um sentido de acontecimentos avassaladores. No meio disso tudo, alguns elementos chamam atenção: muitos ponderam que as transformações do nosso cotidiano serão radicais, não apenas no curto prazo, e que o mundo pós pandemia será outro, diferente do que conhecemos. No entanto, diante do drama, parece que o mundo terá uma inesperada possibilidade de repensar rumos e prioridades do futuro próximo e longínquo. Naturalmente nada está posto sobre quais rumos prevalecerão; a disputa do futuro é o que está em jogo, hoje como nunca. Nas anotações a seguir proponho algumas perguntas e uma reflexão sobre o “Comum”, a ser indagado como possível principio de ação, fundamento político e ontológico das sociedades a se reconstruir e sobre as formas possíveis dessa construção.

Palavras-chave


Pandemia; Comum; Gestão Social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/ns.v11i20.36549

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 NAU Social

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840