A Retórica da Crise: Democracia e Estabilidade Institucional no Brasil em Tempos da Pandemia de Coronavírus

Isaac Reis

Resumo


Este ensaio busca compreender o processo discursivo de construção da realidade da pandemia de coronavírus (covid-19), no contexto brasileiro. Em razão da conjuntura vivenciada pelo país nos anos recentes, a pandemia adquiriu características fortemente políticas. Tomando a tradição da Retórica como marco teórico, o ensaio destaca o caráter precário e conflituoso do processo de construção da realidade. Essas características são identificadas em um conjunto de marcos discursivos produzidos pela mídia e por autoridades públicas, em suas disputas pela produção retórica da crise. Entre eles, foram mostradas algumas narrativas que podem colocar em risco a estabilidade das instituições e o regime democrático. O ensaio termina concluindo que a Retórica, ao contrário do papel que lhe foi atribuído por uma longa tradição filosófica, pode oferecer elementos teóricos e práticos para a defesa da estabilidade das instituições e da democracia, além de sustentar a necessidade de uma mobilização permanente em favor desta última.


Palavras-chave


Retórica; Democracia; Pandemia; Coronavírus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.9771/ns.v11i20.36545

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 NAU Social

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840