Em busca de Políticas Públicas Decoloniais de Desenvolvimento: Possibilidades na Amazônia Brasileira

Nirvia Ravena, Ana Cláudia Duarte Cardoso, Renata Callaça Gadioli dos Santos, Janaína Lopes Pereira Peres

Resumo


Esse artigo propõe, em caráter exploratório e reflexivo, aproximar as epistemologias de desenvolvimento e de decolonialidade, abordando novas propostas decoloniais de desenvolvimento no hemisfério sul, em especial na América Latina e na Amazônia Brasileira. Termo polissêmico, o desenvolvimento carrega em si princípios oriundos dos países hegemônicos. Pensá-lo de maneira decolonial torna-se um desafio proposto pelo artigo. O artigo estrutura-se em quatro partes, além da introdução e da conclusão. A primeira parte promove uma crítica aos modelos centrais de desenvolvimento. Segue-se uma apresentação dos preceitos teóricos de decolonialidade e em decorrência desta, uma aproximação reflexiva da teoria ao conceito de desenvolvimento, analisando-se a possiblidade de aproximação ou refutação desse conceito e de sua aplicabilidade em territórios no hemisfério sul. Por fim, aborda o caso empírico aplicado na região do oeste do Pará, especialmente na cidade de Santarém. Ressalta que até o momento, as abordagens de desenvolvimento que embasam os planos e ações da região deixam de lado a dinâmica da história regional como fator importante e se alinham a um mainstream de interpretação convencional das teorias de desenvolvimento. A cidade de Santarém é apresentada e analisada empiricamente em seus planos e resultados à população local e regional metropolitana, com impactos dos “modelos” de desenvolvimento nas dimensões culturais, econômicas e ambientais.

Palavras-chave


Desenvolvimento, decolonialidade, Amazônia Brasileira, Santarém

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840