Mapeando o debate entre os modelos de gestão pública no Brasil.

Lorena Monteiro, Joana TereZa Vaz de Moura

Resumo


Nos últimos trinta anos o executivo federal, os Estados e os municípios no Brasil oscilaram entre modelos de gestão pública que se distinguem em termos de projeto político, dimensões estruturais, participação social e abordagem de gestão. Enquanto um modelo tem sua origem associada as práticas dos movimentos sociais no período da redemocratização brasileira, e define-se por sua abertura à participação social na tomada de decisão o outro reflete o movimento internacional pela reforma do Estado, caracterizado pela ênfase na eficiência administrativa e financeira, pela questão do ajuste fiscal e do Estado mínimo. Dada essa constatação, esse artigo expõem as limitações teóricas e práticas dos dois modelos, destacando suas falhas, e as possibilidades de se repensar esses modelos à luz das demandas sociais atuais.

Palavras-chave


Gestão pública, enfase econômico financeira, participação sócio política

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840