Estratégias de Análise da Ação Pública

Gustavo Costa de Souza, Regina Cláudia Laisner, Luciana Leite Lima

Resumo


Neste artigo apresentamos três olhares para as estratégias de análise da ação pública. Cada um deles parte de pressupostos e preocupações específicas a áreas de conhecimento que se cruzam e se mesclam na multi e interdisciplinaridade do Campo de Públicas. O artigo está organizado em três partes. Na primeira, Luciana Lima discute as abordagens de análise de implementação de políticas públicas considerando seus pressupostos, lógicas e consequências para os resultados das investigações. Na segunda, Regina Laisner aborda a relevância da diversidade de atores na análise das políticas públicas, em uma perspectiva de democracia participativa. Por fim, Gustavo Souza trata da teoria decolonial como abordagem crítica, radical e utópica, que abre novas vertentes para a análise da ação pública a partir da experiência colonial/moderna dos países latino-americanos e das lutas sociais que têm lugar neste território, frente à dominação subjetiva e à produção de conhecimentos e intersubjetividades estabelecidos pelo domínio eurocêntrico. As perspectivas aqui tratadas não esgotam as estratégias de análise da ação pública, mas constituem possibilidades e alternativas deste campo de estudos. O artigo é resultado das discussões que tiveram lugar no II Encontro Nacional de Ensino e Pesquisa do Campo de Públicas, realizado entre 04 e 08 de dezembro de 2017 em Brasília-DF, Brasil.

Palavras-chave


Campo de públicas; implementação de políticas públicas; democracia; perspectiva internacional; decolonialidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840