O Calouro e a Gestão Pública: uso de mapas nas sequências didáticas para aproximação dos dois

Lys Maria Vinhaes Dantas, Doraliza Auxiliadora Abranches Monteiro

Resumo


Há pouco material didático publicado visando a contribuir para o ensino de Gestão Pública, especialmente relacionado à adoção de sequências didáticas. Para reduzir tal lacuna, este trabalho apresenta experiências em sala de aula de ingressantes com uso de mapas cognitivos, tanto para diagnosticar noções pré-concebidas sobre a Gestão Pública, como para planejar novas aulas. Foram apresentados os mapas diagnósticos das turmas 2013 e 2014 (Curso Tecnológico em Gestão Pública/CAHL-UFRB) e um mapa síntese, proposto a partir da literatura. Com base nos mapas-diagnósticos, foram construídas novas sequências que buscaram ampliar entendimento dos alunos sobre o polissêmico conceito de Gestão Pública. Destaca-se que, em disciplina introdutória na formação do gestor público, e principalmente face ao perfil do aluno, é fundamental que as sequências didáticas considerem a aproximação do ingressante com o conceito de Gestão Pública, mas também com sua “alfabetização” acadêmica

Palavras-chave


gestão pública; mapa cognitivo; alfabetização acadêmica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840