Gestão social e processos decisórios participativos: o caso da Cooperativa de Mulheres Maricultoras de Governador Celso Ramos (COLIMAR) – Brasil.

Karin Vieira da Silva, Luis Moretto Neto, Anderson Sasaki Vasques Pacheco

Resumo


A observação do cotidiano de organizações que emergiram da sociedade civil evidencia que não são raras as iniciativas que reproduzem em suas ações administrativas a lógica mercadológica. Acredita-se, todavia, que a lógica estratégica de mercado diverge da orientação pluralista e coletivista sobre as quais estas organizações estão fundadas. Surge, nesse âmbito, a atenção para alternativas de gestão que possam convergir com os propósitos das organizações de origem social, com orientação dialógica e participativa. Optou-se então, neste trabalho, pelo uso da gestão social como lente analítica para compreensão da participação dos atores organizacionais nos processos de tomada de decisão na Cooperativa de Mulheres Maricultoras de Governador Celso Ramos (COLIMAR), Santa Catarina, Brasil. Como base para pesquisa, utilizou-se o referencial teórico da gestão social, sobretudo por ser um modelo de administração democrático e participativo. Os procedimentos metodológicos são caracterizados como qualitativo, tipo estudo de caso, pesquisa aplicada e descritiva. A coleta de dados foi realizada através da análise documental, observação e entrevistas semiestruturadas. Para análise dos dados utilizou-se as técnicas de análise de conteúdo e documental. Concluiu-se que a COLIMAR apresenta fortes traços de gestão social e de cidadania deliberativa desde a sua origem até a forma como está atualmente estruturada. A participação dos membros da organização nos processos decisórios apresenta caráter deliberativo e consensual.

Palavras-chave


Gestão Social; Participação; Tomada de decisão; Cooperativismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840