GASTOS SOCIAIS E DISTRIBUIÇÃO DE RENDA EM ALGUNS GOVERNOS DE ESQUERDA DA AMÉRICA LATINA

Ines Lyra Costa

Resumo


Este artigo tem o propósito de investigar se houve relação entre gastos sociais dos governos de esquerda latino-americanos em países selecionados: Brasil, Chile, Uruguai e Bolívia e melhoria das suas distribuição de renda entre 2000 e 2010. Para tanto, tomou-se como ponto de partida o artigo elaborado por Julia Sant’Anna e Fabrício Pereira da Silva – Esquerdas latino-americanas e gasto social- Há coerência entre propostas e práticas?- publicado pela Revista Debates em 2008. Nossa investigação, partindo dessa análise, é a de verificar se as ações desses governos, eminentemente de caráter emergencial, tornaram-se perenes, ou seja se impactaram em transformações na estrutura social, em especial através da verificação da evolução do Índice de Gini e do perfil da distribuição de renda nos países selecionados.As conclusões alcançadas evidenciam que a trajetória positiva dos gastos sociais nos países de esquerda selecionados foi acompanhada por avanços no Índice de Gini e no perfil da distribuição da renda.

Palavras-chave


Gasto Social, Índice de Gini , Perfil da distribuição da renda.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840