Do Sofá para as Ruas: a importância das Redes Sociais Virtuais no Engajamento Político

Breno de Paula Andrade Cruz, Daniel Martins Abelha

Resumo


Este artigo sistematiza informações empíricas sobre a utilização das Redes Sociais Virtuais (RSVs) tanto como uma ferramenta para agregar pessoas em prol de um objetivo político (manifestações e protestos) quanto sua utilização como ferramenta estratégica (publicidade) de aproximação com os eleitores. Três casos são apresentados a partir de um levantamento bibliográfico e por meio de uma pesquisa de campo nas RSVs, são eles: (i) Primavera Árabe, (ii) a Eleição e Reeleição de Barack Obama nos Estados Unidos e (iii) os desdobramentos do Movimento Passe Livre (MPL) no Brasil. A análise dos casos demonstra que as RSVs acabam por contribuir no engajamento político dos cidadãos, sendo uma importante ferramenta a ser considerada nas questões relacionadas à política. Tanto no caso da Primavera Árabe quanto no MPL, as RSVs contribuíram na mobilização dos cidadãos em prol de mudanças. Já na Eleição e Reeleição de Barack Obama, as RSVs foram ferramentas estratégicas para aproximação do candidato aos eleitores (principalmente os jovens). Como um estudo empírico, este artigo contribui no entendimento da relevância das RSVs no que diz respeito ao engajamento político, além de organizar ideias e fatos ocorridos no Brasil que entraram para a história política do país.

Palavras-chave


Redes Sociais Virtuais; Engajamento Político; Movimento Passe Livre (MPL); Primavera Árabe; Eleição e Reeleição de Barack Obama

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840