Preservação das áreas verdes urbanas: um estudo sobre o Parque Ecológico das Timbaúbas

Aíla Maria Alves Cordeiro Arrais, Celme Torres Ferreira da Costa, Eva Regina Nascimento Lopes, Milanya Ribeiro da Silva

Resumo


Na medida em que a sociedade se apropria dos recursos naturais, transforma os espaços naturais em espaços artificiais, diminuindo o potencial da biodiversidade, principalmente pelo avanço da urbanização. Nesses ambientes há maior necessidade de criação de áreas verdes, como medida para mitigar os efeitos do aumento de temperatura e escassez de água, dada a sua importância no processo da educação. É nesse contexto que em Juazeiro do Norte, Ceará foi Instituído pelo decreto de lei municipal número 1.083 de 23 de março de 1995, o Parque Ecológico das Timbaúbas, adequando o incentivo baseado na lei Federal nº 9.985/2000, sobre as Unidades de Conservação. O estudo sobre a preservação das áreas verdes, sob o foco do citado parque, objetivou levantar informações sobre o seu funcionamento e identificar a sua importância ecológica na influência da qualidade de vida dos moradores de Juazeiro do Norte. Para tanto, a metodologia utilizada foi a observação de campo, entrevista aberta com funcionários e educadores do parque, registro fotográfico, leituras e interpretações bibliográficas. O Parque se enquadra na classificação de Unidade de Proteção Integral, é um importante refúgio da caatinga, reserva alimentar para população do entorno, ambiente educativo e de lazer, entre outras funções. A área demarcada, 60 hectares, garante permeabilidade para alimentação do lençol freático pertencente à Bacia do Rio Salgado, fonte para o abastecimento de água da cidade. A concreta valorização do Parque das Timbaúbas, pelo poder público, privado e sociedade civil, exige parcerias no fortalecimento de suas ações, buscando alcançar novos caminhos.

Palavras-chave


Ambiente urbano; preservação ; parque das Timbaúbas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840