Atores locais na formação sócio-histórica de comunidades rurais: um caso de gestão social em busca do desenvolvimento territorial e identitário

Francisca Neiliane Bezerra, Maria Nizeuda Bezerra, Môngolla Keyla Freitas de Abreu, Angela Maria Morais Silva

Resumo


Neste estudo, buscou-se mostrar a importância da História Oral através das entrevistas colhidas, através dos depoimentos colhidos principalmente aqueles que protagonizaram a História da comunidade do Barro Alto, foi-se construindo o estudo, utilizando a História Oral como ferramenta indispensável para resultados significativos. O primeiro passo para o desenvolvimento local de territórios foi a necessidade urgente de um povo que mantinha um sentimento de pertencimento e empoderamento sobre aquele lugar, o que fez com que se organizassem coletivamente na busca de proporcional condições de sobrevivência e viabilidade para o desenvolvimento da comunidade. Os atores locais tornaram-se relevantes a medida que o processo de desenvolvimento ocorreu paulatinamente e independente de investimentos municipais, caracterizando-se como um processo de gestão social resultante da interações entre os moradores que confundem as divisões de paredes de suas casas, até os laços familiares que os rodeiam, numa comunidade onde a tradição ainda permanece entranhado naqueles que fazem daquele espaço rural, um retrato de desenvolvimento constante e não de abandono, como a maioria das áreas rurais do país.

Palavras-chave


atores locais; história oral; comunidade rural

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840