A Tecnologia Social como Conteúdo na Formação de Administradores: Uma Análise da Sensibilização de um Grupo de Estudantes Universitários

Julio Cesar Andrade de Abreu, Ingrid Winkler

Resumo


O objetivo do presente trabalho é aferir qualitativamente a sensibilização de um grupo de estudantes de Administração para a temática das tecnologias sociais. O referencial teórico é baseado a concepção de Tecnologia Social (TS) proposta por Dagnino (2009). A pesquisa foi realizada com uma turma de graduandos em Administração, de uma instituição privada, localizada em Salvador, Bahia. A turma foi selecionada por ser a primeira desta instituição a utilizar a nova grade curricular, reformada em 2008, onde foi inserida a disciplina chamada “Gestão Social & Desenvolvimento”. Nesta disciplina existe uma unidade didática sobre Tecnologias Social. A pesquisa foi realizada em dois momentos (ou fases) distintos. Os dados obtidos foram tratados através da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Conclui-se que a sensibilização de futuros gestores para a temática da TS é difícil. Superar as visões pré-estabelecidas pelo mainstreaming por um grupo de estudantes que teve em sua grade curricular disciplinas notadamente funcionalistas e de pouca reflexão crítica é algo que apresenta um desafio a mais. Entretanto, comparando a visão inicial e a visão posterior dos estudantes sobre TS nota-se que uma mudança significativa ocorreu, após o estudo da disciplina. Mas é preciso muito mais, para mudar a visão hegemônica estabelecida em torno da tecnologia e, por conseguinte da ciência.

Palavras-chave


Tecnologia Social; Ensino de Gestão Social; Discurso do Sujeito Coletivo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840