Gestão Social, Interdiscipli- naridade e Psicologia Social: Possibilidades, Experiências e limitações

Maria Lais dos Santos Leite, Bryan Silva Andrare

Resumo


Este artigo parte dos pressupostos da Gestão Social e da revisitação do seu conceito e sua proposta interdisciplinar, onde a atuação ocorre a partir de equipes interdisciplinares, temática importante para a formação em gestão social. Traz ainda um resgate histórico da Psicologia e de sua atual integração com as organizações e comunidades, expondo alguns trabalhos práticos realizados em equipes que contém profissionais de Psicologia para levantar sua interligação com a proposta da gestão social. O objetivo é discutir a necessidade da efetiva interdisciplinaridade na gestão social, analisar a integração entre a Psicologia e a gestão social que nos permitam propor uma maior integração e valorização destes profissionais no ensino e pesquisa em gestão social. A metodologia utilizada é a revisão bibliográfica acerca da conceituação da Gestão Social, da interdisciplinaridade de forma geral e de forma específica na gestão social, do percurso da Psicologia, em especial da Psicologia Social e Comunitária e nas experiências de atuações nesta área. A partir da discussão do conceito de gestão social e da interdisciplinaridade como uma das suas particularidades mais relevantes, do resgate da história da Psicologia em relação ao seu percurso até a atuação em organizações e comunidades e do desenvolvimento da Psicologia Social e Comunitária no Brasil, seu desenvolvimento teórico e prático foi possível perceber sua interligação com propostas de gerenciamento comprometidas de fato, com o desenvolvimento da sociedade e do meio ambiente, como a gestão social.

Palavras-chave


Equipes interdisciplinares, Psicologia Social e Comunitária, Pesquisa e Extensão em Gestão Social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840