Interfaces entre o artesanato português e brasileiro: as contribuições trazidas pela Residência Social à dissertação-projeto

Rodrigo Maurício Freire Soares

Resumo


Este artigo apresenta e discute a experiência da Residência Social realizada entre Lisboa e o Território do Sisal (Bahia Brasil), durante o ano de 2010. Em particular, reflete sobre as interfaces entre o artesanato português e brasileiro, orientando a discussão para a construção da dissertação-projeto do Mestrado Interdisciplinar e Profissionalizante em Desenvolvimento e Gestão Social. Em Lisboa, a experiência se deteve particularmente em dois casos: o Projeto “Velhos Saberes, Novas Tendências”, desenvolvido pela Associação de Artesãos de Região Norte (Porto/Portugal), e a Feira Internacional de Artesanato – FIA/LISBOA. Na Bahia, a experiência pontuou-se em 11 diferentes Municípios. O conjunto dos casos, somada a diversidade das experiências, propiciou a revisão de alguns mitos que rodavam o senso comum sobre a produção artesanal no Brasil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840