Preparando-se para içar as cordas: desenhando mapas provisórios para a Residência Social (Aos futuros residentes-sociais,...)

Rosana de Freitas Boullosa

Resumo


A Residência Social, particularmente a do mestrado, consiste em um período
de imersão continuada em uma realidade prático-organizacional diferente do
contexto habitual do aluno. Esta imersão deve respeitar dois vínculos: um
temporal, pois o aluno deverá  dedicar um  mínimo de 160 horas a tal atividade;
e um outro geográfico, pois a experiência deve ser realizada fora do País.
Mais do que tais vínculos, é importante compreender a não existência de um
ou mais modelos de experiência de RS. Em outras palavras, significa
compreender que a RS do mestrado não deve seguir um percurso pré-definido
voltado ao alcance de objetivos comuns a todos os alunos. Pelo contrário, cada
experiência de RS é única e individual, fruto de uma rica alquimia entre o
momento e o contexto da organização ou do projeto que irá acolher tal
experiência e os interesses e possibilidades de cada aluno.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. ISSN: 2237-7840