Um mergulho no nada: a aproximação da morte como estratégia de cura de si

Saulo Vinícius Almeida

Resumo


O presente estudo visa refletir a possibilidade de transformação de si ou mesmo de compreensão de si a partir da prática cênica que abre e tece diálogos teóricos e práticos com a psicologia analítica. Estes diálogos e aproximações não buscam chegar a uma verdade ou a alguma comprovação, muito menos propor uma metodologia de trabalho, mas sim, ampliar as possibili- dades com as quais encaramos o trabalho cênico, abrir outras linhas de leitura para o ato de criação, pensando-se em alguma medida o bem estar e a ampliação de expe- riências possíveis de realidade por via dessa fricção da cena com a psicologia junguiana.

 

Palavras-chave: Teatro Ritual; Formação do ator; Numinosidade; Jung


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Fábio f. Pierre Hadot e os exercícios espirituais: a filosofia entre a ação e o discurso. Revista de Filosofia Aurora, [s.l.], v. 23, n. 32, p. 99-111, maio 2011.

ALMEIDA, Saulo. A Cena Mitopoética: estruturas mitológicas da psique na práxis cênica. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Departamento de Arte Dramática, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2018.

_______________. Tempo, sincronicidade e práxis cênica: uma discussão sobre a não causalidade nos processos de criação teatral. Convocarte – Revista de Ciências da Arte. Lisboa, v. 8, p. 81-100, 2019.

ALMEIDA, Saulo; ÉBOLI, Luciana. A cena Mitopoética: relações do consciente e do inconsciente no processo de criação. Manzuá: Revista de Pesquisa em Artes Cênicas, v. 1, n. 1, p. 23-38, 26 mar. 2018.

BATAILLE, Georges. A experiência interior: seguida de Método de meditação e Postscriptum 1953: súmula ateológica, vol. I. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016a.

__________________. Teoria da religião: seguida de Esquema de uma nova história das religiões. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016b.

BOURRIAUD, N. Estética relacional. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

COHEN, Renato. Work in progress na cena contemporânea: criação, encenação e recepção. São Paulo: Perspectiva, 1998.

DENHAM, Alexander. Norwegian artist eats his own hip for exhibition: ‘I das a little taste and it was nice’. Independent, Londres, 26 maio 2014. Disponível em: https://www.independent.co.uk/arts-entertainment/art/news/norwegian-artist-eats-his-own-hip-for-exhibition-i-had-a-little-taste-and-it-was-nice-9434594.html. Acessado em: 14 abril 2020.

EDINGER, Edward F. Anatomia da psique: o simbolismo alquímico na psicoterapia.

ELIADE, Mircea. Mito e Realidade. São Paulo: Perspectiva, 2016.

FABRINI, Verônica. Sul da Cena, Sul do Saber. Revista Moringa, v.4, n.1, p. 11-25, jan-jun 2013.

FEINSTEIN, David; KRIPPNER; Stanley. Mitologia Pessoal: a psicologia evolutiva do self. São Paulo: Cultrix, 1997.

FLASZEN, Ludwik; POLLASTRELLI, Carla (Orgs.). O Teatro Laboratório de Jerzy Grotowski 1959 – 1969. São Paulo: Perspectiva; Pontedera, IT: Fondazione Pontedera Teatro, 2010.

GROTOWSKI, Jerzy. Para um teatro pobre. Brasília: Teatro Caleidoscópio & Editora Dulcina, 2011.

HAN, Byug-Chul. Psicopolítica: e as novas técnicas de poder. Belo Horizonte: Âyiné, 2018.

______________. Sociedade do cansaço. Petrópolis: Vozes, 2017a.

______________. Sociedade da transparência. Petrópolis: Vozes, 2017b.

______________. Sobre o poder?. Petrópolis: Vozes, 2019.

HADERCHPEK, Robson Carlos (Org.). Arkhétypos: Encontros e Atravessamentos. Natal: Fortunella, 2017.

HABIB, Ian G. Corpo-Catastrofe: A transformação e o corpo sacrificial. 2018. 132f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação). Departamento de Arte Dramática, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2018.

____________. Transmutações no Butoh: Estados corporais, Corpo Transformacional e censura no espetáculo Sebastian. Ephemera – Periódico do PPGAC da UFOP, Ouro Preto, v. 2, n. 2, 2019.

HADOT, Pierre. Exercícios espirituais e filosofia antiga. São Paulo: É Realizações Editora, 2014.

HILLMAN, James. Ficções que curam: psicoterapia e imaginação em Freud, Jung e Adler. Campinas: Verus, 2010.

JACOBI, Jolande. Complexo, arquétipo e símbolo na psicologia de C. G. Jung. Tradução de Milton Camargo Mota: Petrópolis: Vozes, 2016.

JUNG, Carl G. A natureza da psique. Tradução: Mateus Ramalho Rocha. Petrópolis: Vozes, 2000.

_____________. Espiritualidade e transcendência. Seleção e edição: Brigitte Dorst. Tradução da introdução: Nélio Schneider. Petrópolis: Vozes, 2015.

_____________. O espírito na arte e na ciência. Petrópolis: Vozes, 2013.

_____________. Psicologia e religião. Tradução: Matheus Ramalho Rocha. Petrópolis: Vozes, 2012.

LYRA, Luciana. Mito Rasgado; Performance e Cavalo Marinho na cena in processo. 2005. Dissertação (Mestrado em Artes), Instituto de Artes. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, 2005.

NUNES, Alexandre Silvia. Ator, sator, satori: Labor e torpor na arte de personificar. Goiania: Editora UFG, 2012.

_____________. Ator & alma: a morte como método. (Dissertação Mestrado em Artes) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2005.

_____________. Dioniso como Método: Teatro, Mito e Ritual no Espetáculo NJILAS: Dance e Esqueça suas Dores. Urdimento. Florianópolis, v.2, n.27, p.21-35, Dez., 2016

OTTO, Rudolf. O Sagrado: os aspectos irracionais na noção de divino e sua relação com o racional. São Leopoldo: Sinodal/EST; Petrópolis: Vozes, 2007.

PATI, Camila. Como a arte pode alavancar sua carreira. Exame, São Paulo, 13 Set 2016. Disponível em: https://exame.abril.com.br/carreira/como-a-arte-pode-alavancar-sua-carreira/

SCHEIBE, Fernando. “Por trás do universo não há nada”. In BATAILLE, Georges. A experiência interior: seguida de Método de meditação e Postscriptum 1953: súmula ateológica, vol. I. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016.

VIEIRA, Elenir H. Práticas alternativas em gestão de pessoas: astrologia, feng shui, numerologia, radiestesia, shiatsu, metafísica ou novas abordagens em administração?. 2005. Tese (Doutorado em Administração), Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

ZIMMERMANN, Elizabeth (Org.). Corpo e Individuação. Petrópolis: Vozes, 2011.

ZIZEK, Slavoj. Um golpe como “Kill Bill” no capitalismo. In DAVIS, Mike. et al. Coronavírus e a luta de classes. Terra sem Amos: Brasil, 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.