Corpo memórico: a agência do objeto de memória

Matheus da Rocha Montanari

Resumo


Este ensaio apresenta uma discussão em torno da obra interativa Corpo Memórico desenvolvida pelo autor durante o ano de 2018. A instalação foi constituída de objetos de memória recolhidos ao longo do ano com voluntários, junto com seus depoimentos em áudio. Através de depoimentos e do uso da Teoria Ator-Rede, são traçadas linhas que procuram demonstrar a agência dos objetos de memória nesta rede como guardiões e disparadores de conversas e de compartilhamento de experiências.

 

Palavras-chave: arte interativa; memória; teoria ator-rede; agência.


Texto completo:

PDF

Referências


DELEUZE; GUATTARI. Mil platôs - capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Ed.34, 1996. 3 v.

DELEUZE; GUATTARI. Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia 2. São Paulo: Editora 34, 2011. 1v.

LATOUR, B. Jamais fomos modernos: ensaio de antropologia simétrica. Rio de Janeiro: Editora 34, 1994.

LATOUR, B. Por uma antropologia do centro (entrevista). Mana, [s1], v.10, n.2, p.397-414, 2004. Disponível em: . Acesso em 30 out. 2019

LATOUR, B. Reagregando o social: uma introdução à teoria-ator-rede. Salvador: EDUFBA; Bauru, SP: EDUSC, 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.