Dança e Performance Digital Mediada por Telepresença e Métodos Telemáticos

Lisa Naugle, John Crawford

Resumo


Neste artigo discutimos uma série de trabalhos de dança e de performance mediada, obras que abrangem quase 20 anos, através dos quais exploramos conceitos de telepresença e arte telemática. Traçamos as origens desses termos: telemática, referindo-se a projetos de arte multisite que utilizam informática e tecnologias de telecomunicações colaborativas; e telepresença, referindo-se à sensação de estar fisicamente presente dentro do ambiente mediado por computador distribuído. Nossos projetos de usar o sistema de mídia Active Space em rede: uma coleção de objetos de mídia para acriação de ambientes interativos de performance com base em tecnologia de rastreamento de movimento; Câmeras de captura de movimento do performer: o sistema processa a imagem em movimento através de feedback loops (retroalimentação da imagem) e métodos relacionados, e as projeções mesclam camadas de vídeo entre vários sites. Os nove trabalhos descritos aqui incluem um prévio projeto de integração entre dança, música e drama, através de ligações dial-up de computador; projetos diversos de dança / mídia utilizando as redes de computadores de pesquisa de alto desempenho do consórcio Internet2; e um novo e rpolongado programa de pesquisa sobre formas inovadoras de colaboração à distância, combinando dança com avançadas tecnologias de mídia digital. Telepresença nas artes do espectáculo é simultaneamente situada e definida dentro de vários campos: físico, digital e fenomenológico. Nossos esforços de trabalho para fazer conexões entre esses campos e entre os participantes, através de técnicas progressivas de composição que integram experiências de aprendizagem síncrona e assíncrona com foco na improvisação.

Palavras-chave


Dança, Mídia digital; Performance; Telepresença; Telemática

Texto completo:

PDF PDF (English)


ISSN: 2358-2006

Licença Creative CommonsEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.