AIDÉTICO E SOROPOSITIVO: ANÁLISE SÓCIO-HISTÓRICA DA CONCORRÊNCIA ENTRE QUALIFICADORES UTILIZADOS EM REFERÊNCIA A PORTADORES DO HIV

Giovanna Cristina Rodrigues Alves Rafael, Débora Priscila Simião

Resumo


O presente estudo aborda a concorrência das lexias aidético e soropositivo na língua portuguesa. Os dados analisados pertencem à variante brasileira do português e envolvem notícias veiculadas desde a descoberta da Aids, na década de 1980, até 2010. O aporte teórico que embasa este estudo é chamado de lexicologia sócio-histórica, um campo de estudos lexicológicos defendido por Cambraia (2013) que abarca, dentre outros pressupostos, os postulados da Sociolinguística Laboviana. Os resultados apresentaram, de fato, uma concorrência entre os itens lexicais estudados, de modo que soropositivo suplantou aidético, devido a mudanças no pensamento social em relação à doença.

Palavras-chave


Lexicologia sócio-histórica; Aidético; Soropositivo; Variação linguística; Semântica lexical.

Texto completo:

PDF

Referências


BIDERMAN, M. T. C.. Teoria linguística: teoria lexical e linguística computacional. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

CAMBRAIA, C. N.. Da lexicologia social a uma lexicologia sócio-histórica: caminhos possíveis. Revista de Estudos Linguísticos, Belo Horizonte, v. 21, n. 1, p. 157-188, jan./jun. 2013.

CANÇADO, M.. Semântica lexical: uma entrevista com Márcia Cançado. ReVEL, vol. 11, n. 20, 2013.

GEERAERTS, D.. Theories of lexical semantics. New York: Oxford University Press, 2010.

LABOV, W.; WEINREICH, U.; HERZOG, M.. Fundamentos empíricos para uma teoria da mudança linguística (Trad. Marcos Bagno). São Paulo: Parábola, [1968] 2006.

LABOV, W. Estágios na aquisição do inglês standard. In: FONSECA, M. S.; NEVES, M. F. (Org.). Sociolinguística. Rio de Janeiro: Eldorado, 1974, p. 49-85. Edição original: 1964.

______. Principles of linguistic change: internal factors. v. 1. Cambridge: Blackwell Publishers, 1994.

______. Principles of linguistic change: social factors. v. 2. Cambridge: Blackwell Publishers, 2001.

______. Padrões Sociolinguísticos (Trad. Marcos Bagno, Maria Marta Pereira Scherre, Caroline Rodrigues Cardoso). São Paulo: Parábola Editorial, [1972] 2008.

MATORÉ, G. La méthode en lexicologie: domaine français. Paris: Didier, 1953. [2. ed. ampl., 1973]


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Inventário. ISSN: 1679-1347

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Créditos da capa: Leila França Rocha (vencedora de concurso realizado no ILUFBA em 2002).