ACESSIBILIDADE PARA SURDOS NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UMA EXPERIÊNCIA VOLTADA À PRODUÇÃO ESCRITA

Eva Dos Reis Araújo Barbosa

Resumo


Este relato apresenta a experiência vivida durante a implementação de um curso na modalidade de Educação a Distância para alunos surdos, com foco na produção escrita da redação do Exame Nacional do Ensino Médio. O referencial teórico conta com estudos das áreas de Educação Bilíngue para surdos, Semiótica Social e Multimodalidade. Para a criação do curso, foram utilizadas as propostas de Souza (2015) e Ferraz (2011), que sugeriram recomendações para a produção de cursos online e de materiais didáticos para surdos, pensando no público-alvo e no Ambiente Virtual de Aprendizagem a ser utilizado. A análise dos recursos utilizados no curso, visando à acessibilidade dos alunos surdos, demonstrou que estes trouxeram benefícios para os alunos, no que diz respeito à compreensão do conteúdo, à utilização da Língua Portuguesa escrita em um contexto real de uso e à realização das atividades propostas. Por meio deste relato de experiência, esperamos contribuir para as pesquisas que tenham como foco a criação de cursos na modalidade de Educação a Distância, sob uma perspectiva bilíngue e multimodal.


Palavras-chave


Acessibilidade; Educação a Distância, Educação de Surdos, Multimodalidade

Texto completo:

PDF

Referências


ÂNIMA EDUCAÇÃO. Curso de Formação para a Plataforma Moodle. Módulo 1. S.L.: Grupo Ânima Educação, 2013.

FERRAZ, Janaína de Aquino. A Multimodalidade no Ensino de Português como Segunda Língua: novas perspectivas discursivas críticas. 2011. Tese (Doutorado em Linguística) – Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Universidade de Brasília, Distrito Federal. Disponível em: <>. Acesso em: 14 ago. 2017.

FIGUEIREDO, Luciana Cabral; GUARINELLO, Ana Cristina. Literatura infantil e a multimodalidade no contexto de surdez: uma proposta de atuação. Educação Especial, v. 26, n. 45, p. 175-193, jan./abr., 2013. Disponível em: <>. Acesso em: Acesso em: 14 ago. 2017.

GUALBERTO, Clarice Lage. Multimodalidade em Livros Didáticos de Língua Portuguesa: uma análise a partir da Semiótica Social e da Gramática do Design Visual. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos), Universidade Federal de Minas Gerais – Faculdade de Letras, 2016, 179 f. Disponível em: <>. Acesso em: 14 ago. 2017.

HODGE, R.; KRESS, G. Social Semiotics. Cambridge: Polity Press, 1988.

KRESS, Gunther; VAN LEEUWEN, Theo. Multimodal Discourse: the modes and media of contemporary communication. Londres e Nova York: Routledge, 2001.

PIRES, Vanessa de Oliveira Dagostim. Proposta de inclusão linguística de surdos no ensino superior através da Educação a Distância. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM, 01, 2011, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, 2011, p. 01-18. Disponível em: <>. Acesso em: 14 ago. 2017.

QUADROS, Ronice Müller de. Educação de surdos: a aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artmed, 1997.

SILVA, Angela Carrancho da; NEMBRI, Armando Guimarães. Ouvindo o silêncio: surdez, linguagem e educação. Porto Alegre: Mediação: 2008.

SOUZA, Letícia Capelão de. Recomendações para cursos on-line em Língua Portuguesa com foco na integração de alunos surdos. 2015. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) - Faculdade de Letras, UFMG, Belo Horizonte. Disponível em: <>. Acesso em: 14 ago. 2017.

STROBEL, Karin. As imagens do outro sobre a cultura surda. Florianópolis: Editora da UFSC, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


Revista Inventário. ISSN: 1679-1347

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Créditos da capa: Leila França Rocha (vencedora de concurso realizado no ILUFBA em 2002).