ACESSIBILIDADE LINGUÍSTICA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS SURDOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Viviane Marques Miranda, Dario leite Resende

Resumo


Considerando a base legal referente a acessibilidade linguística para pessoas surdas, Lei nº 10.436/2002, Decreto nº 5.646/2005 e Lei nº 13.146/2015, dentre outras, foi desenvolvida uma experiência pedagógica na educação de jovens e adultos de uma escola bilíngue para surdos, na cidade de São Paulo. O objetivo principal foi a promoção dos múltiplos letramentos e da igualdade racial em articulação com a temática da surdez, dada a constituição bilíngue da Unidade Escolar (Decreto Municipal nº 52.785/11). Participaram do projeto três turmas de Ensino Fundamental II do período noturno.  Em uma perspectiva freiriana, realizaram-se ações pedagógicas interdisciplinares empenhadas em garantir uma diversidade epistemológica não-hegemônica com ênfase para a acessibilidade linguística e para os múltiplos letramentos. A sensibilização inicial apoiou-se no filme “Estrelas Além do Tempo” (2016) e no Jornal Primeira Mão em LIBRAS. O tempo de duração foi de dois bimestres e envolveu as disciplinas de matemática, português e LIBRAS. Os resultados revelaram a importância do uso das tecnologias de informação e comunicação para a escolarização e para a acessibilidade linguística dos alunos surdos.


Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos Surdos; Acessibilidade Linguística; LIBRAS.

Texto completo:

PDF

Referências


ANA MARCOS (Colômbia). El País. Avalanche de terra deixa pelo menos 234 mortos no sul da Colômbia. 2017. Disponível em: . Acesso em: 02 ago. 2017.

BRASIL. Lei nº 10.436, de 24 de Abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 11 de setembro de 2016.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 09 de Janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 11 de setembro de 2016.

BRASIL. Decreto nº 5.626, de 22 de Dezembro de 2005. Regulamenta a Lei no 10.436, de 24 de abril de 2002, que dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais - Libras, e o art. 18 da Lei no 10.098, de 19 de dezembro de 2000. Disponível em: . Acesso em 11 de setembro de 2016.

BRASIL. Lei nº 13.146/2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), de 06 de julho de 2015. Disponível em . Acesso em 02 de agosto de 2018.

BRASIL. Luiza Maria Borges Oliveira. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) (Org.). Cartilha do Censo 2010: Pessoas com Deficiência. 2012. Disponível em: . Acesso em: 02 ago. 2017.

BRASIL. INES. (Org.). Jornal Primeira Mão. 2017. Disponível em: . Acesso em: 02 ago. 2017.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 17ª. ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1987.

G1 (Brasília). Globo. Brasil oferece ajuda à Colômbia após tragédia deixar centenas de mortos. 2017. Disponível em: . Acesso em: 02 ago. 2017.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas. Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE; 2010. Disponível em < http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/default.shtm>. Acesso em 03 de agosto de 2017.

QUADROS, Ronice Muller de; PIZZIO, Aline Lemos; REZENDE, Patrícia Luiza Ferreira. Língua Brasileira de Sinais IV. Florianiopolis: 2009. Disponivel em http://www.libras.ufsc.br/colecaoLetrasLibras/eixoFormacaoEspecifica/linguaBrasileiraDeSinaisIV/assets/10151/TEXTO_BASE_-_DEFINITIVO_-_AVEA.doc. Acesso em 02 de agosto de 2017.

SÃO PAULO. Decreto nº 52.785, de 10 de Novembro de 2011. Cria as Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos – EMEBS na Rede Municipal de Ensino. DISPONIVEL EM Cria as Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos – EMEBS na Rede Municipal de Ensino. Disponível em: Acesso em 25 de jun. de 2017.

SÃO PAULO. Portaria nº 5707/11 – Secretaria Municipal de Educação. Regulamenta o Decreto 52.785 de 10/10/11 que criou as Escolas de Educação Bilíngue para Surdos – EMEBS na Rede Municipal de Ensino e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em 11 de setembro de 2016.

STRECK, D. R.; RENDÍN, E.; ZITKOSKI, J. J. (Orgs.). Diccionario Paulo Freire. - 2da edición en portugués, revisada y ampliada. Auténtica Editora, Belo Horizonte, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Inventário. ISSN: 1679-1347

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Créditos da capa: Leila França Rocha (vencedora de concurso realizado no ILUFBA em 2002).