Algumas considerações sobre evolução da linguagem: biolinguística e a noção de parâmetros

Victor Cavalcanti Mariano, Fernanda de Oliveira Cerqueira

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo realizar uma apresentação da proposta Biolinguística, assim como de mostrar seu desenvolvimento. Além disso, nós também quisemos mostrar como essa perspectiva concebe a noção de variação paramétrica. Para tanto, discutimos aqui como a visão Biolinguística se desenvolve dentro dos estudos Gerativistas, apontando o interesse destes estudos em explicar como a língua se desenvolveu no ser humano e quais as consequências que esse processo traz para o próprio funcionamento da linguagem humana. Ademais, buscamos fazer uma retomada da história da noção de parâmetro dentro da Teoria da Gramática, através da explicação das diversas visões que esse conceito já teve, desde o Modelo Padrão, até o atual Programa Minimalista. Buscamos ainda evidenciar como a análise evolutiva da língua pode se apropriar do conceito de parâmetro para indicar como a língua surge no homem e como ela nos diferencia dos outros animais. Neste sentido, relaciona-se o processo de evolução da língua com a arquitetura assumida pelas línguas humanas. Assim, é importante destacar que a abordagem biolinguística possui um status diferente dentro da teoria, pois, além de se preocupar com as questões comuns da Gramática Gerativa, busca respostas para a evolução da língua no homem, servindo como ponto de revisão da Teoria até aqui.

 


Palavras-chave


Biolinguística, evolução da língua, princípios e parâmetros, variação paramétrica

Texto completo:

PDF

Referências


BERWICK, R.; CHOMSKY, N. Why only us?: language and evlution. Cambridge: MIT Press, 2016.

CHOMSKY, N. Syntactic structures. Mouton: The Hague, 1957.

______. Knowledge of language: its nature, origin, and use. New York: Praeger, 1986.

______. Programa minimalista. Lisboa: Caminho, 1995.

______ Three factores in language design. Linguistic Inquiry, v. 36, n. 1, Winter 2005, p.1-22.

______ On minds and language. In: Biolinguistics. v.1, 2007, p. 1-22.

DI SCIULLO, A. M.; BOECKX, C. The biolinguistic enterprise: News perspectives on the evolution and nature of the human language faculty. New York: Oxford University Press, 2011.

DI SCIULLO, A. M. A Biolinguistic Approach to Variation. In: DI SCIULLO, M. A.; BOECKX, C. The biolinguistic enterprise: News perspectives on the evolution and nature of the human language faculty. New York: Oxford University Press, 2011.

FEDOR, A. ; ITTZÉS,P.; SZATHMÁRY, E. The biological background of syntax evolution. In: BICKERTON, D.; SZATHMÁRY, E. (Eds.). Biological foundations and origins of syntax. Cambridge Massachusetts: MIT Press, 2009, p. 15-39.

GALLIESTEL, C. Guest Editor: Animal Cognition. Cognition. (Special Issue), n37, 1990.

GROLLA, E.; FIGUEIREDO SILVA, M. C. Para conhecer: aquisição da linguagem. São Paulo: Contexto, 2014.

HAUSER, M.; CHOMSKY, N.; FITCH, W. The faculty of language: what is it, what has it, and how did it evolve?. Science, 2002.

HILLIARD, A.; WHITE, S. Possible precursors of syntactic componentes in others species. In: BICKERTON, D.; SZATHMÁRY (Eds.). Biological Foundations and origins of syntax. Cambridge, Massachusetts: MIT Press, 2009, p. 161-183.

KATO, M. A evolução da noção de Parâmetro. D.E.L.T.A., v. 18, n. 2, 2002, p. 309-337.

JENKINS, L. The three design factors in evolution and variation. In: DI SCIULIO, A. M.; BOECKX, C. (Eds.). The biolinguistic enterprise: New perspectives on the evolution and nature of the human language faculty. Oxford: OUP, 2011, p. 169-204.

PETTER, M. Linguagem, língua, linguística. In: FIORIN, J (Org.). Introdução à linguística São Paulo: Contexto, 2004, p.11-25.

REULAND, E. Recursivity of language: what can birds tell us about it? In: BOLHUIS, J.; EVERAERT, M. Birdsongs, speech and language. Exploring the evolution of mind and brain. Cambridge: MIT Press, 2013, p. 209-228.

BIBERAUER, T.; HOLMBERG, A.; ROBERTS, I.; SHEEHAN, M. Parametric Variation: null subjects in minimalist theory. Cambridge: MIT Press, 2010.

SMITH, N.; LAW, A. Parametric variation: Language and birdsong. In.: BOLHUIS, J.; EVERAERT, M. (eds.). Birdsong, Speech and Language: Exploring the Evolution of Mind and Brain. Cambridge, MA: MIT Press, 2013.

STEMMER, B. Pragmatics: theoretical and clinical issues. Brain Lang. Vol: 68, 1999, p.389-391.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.

Comentários sobre o artigo