ATITUDES DE SUPERVALORIZAÇÃO EM RELAÇÃO À LÍNGUA E À CULTURA ESTRANGEIRAS E O SENTIMENTO DE INFERIORIDADE NA SALA DE AULA DE LÍNGUA INGLESA

Flavius Almeida Anjos

Resumo


Este artigo, ancorado em pressupostos teóricos da Linguística Aplicada, versa sobre as atitudes de supervalorização que os aprendizes podem apresentar na sala de aula de língua inglesa. O intuito é fazer uma reflexão sobre atitudes que idealizam o falante nativo, sua língua e cultura e como essas atitudes podem influenciar no processo de aprendizagem da língua inglesa. Ainda, este trabalho apresenta alguns dados relevantes de pesquisas que apontam a ocorrência de tais atitudes, visando mostrar a relevância da reflexão sobre o tema para o aperfeiçoamento das aulas de língua estrangeira

Palavras-chave


Atitudes; Atitudes de supervalorização; Ensino/aprendizagem; Língua inglesa.

Texto completo:

PDF

Referências


XXXXX, F.A. “Pra quê aprender inglês se não vou para os Estados Unidos”: Um estudo sobre atitudes de alguns alunos da escola pública em relação à aprendizagem do inglês como LE. Dissertação de Mestrado. Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia (UFBA), 2013.

ADASKOU, K.; BRITTEN, D.; FASHI, B. Design Decisions on the cultural content of a Secondary English Course for Marrocco. ELT journal, v. 44, n.1, p. 3-10, 1990.

BASTOS, H. M. L. Identidade Cultural e o ensino de línguas modernas no Brasil. In: PAIVA, V. L. M. O. (Org.). Ensino de língua inglesa: reflexões e experiências.Campinas, SP: Pontes, 2005.

LEFFA, V. J. Pra que estudar Inglês profe?: autoexclusão em língua estrangeira. São Paulo: Claritas. Maio de 2007. Disponível em: . Acesso em: 06 jan. 11.

FANTINI, E. A. A central concern: developing intercultural competence. Disponível em: . Acesso em: 04 abr. 2011.

FREIRE, P. Educação e mudança. São Paulo: Paz e terra, 1979.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 15ª Ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIDRICH, P. English in Argentina: attitudes of MBA students. World Englishes, vol. 19, no. 2, 2007. p.173-184.

GARDNER, R. C. Social Psychology and second language learning: the role of attitudes and motivation. Edward Arnold, 1985.

GILES, H.; BILLINGS, C. A. Assessing language attitudes: speaker evaluation studies. In: DAVIES, Alan.et al. The handbook of applied linguistics. Blackwell publishing, 2004. p.187-209.

JENKINS, J. English as a lingua franca: attitude and identity. Oxford, UK:Oxford University Press, 2007.

KUMARAVADIVELU, B. A linguística aplicada na era da globalização. In: MOITA LOPES, L. P. (Org). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. p.129-148.

LIMA, D. C. de. Ensino e aprendizagem de língua inglesa: conversas com especialistas. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

MACNAMARA, J. Atittudes and learning a second language. In: R. W. Shuy and R. W. Fasold (orgs.). Language attitudes: current trends and prospects. Washington D. C.: Georgetown University Press, 1973.

MOITA LOPES, L. P. Oficina de linguística aplicada. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1996.

MOITA LOPES, L. P. Linguística Aplicada e vida contemporânea. Problematização dos construtos que têm orientado a pesquisa. In: MOITA LOPES, Luiz Paulo da. (org).Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. p.85-107.

MOITA LOPES, L. P. Inglês e globalização em uma epistemologia de fronteiras: ideologia linguísticas para tempos híbridos. In: DELTA, 2008. p. 239-340.

MOTTA. F. C. P.; ALCADIPANI, R.; BRESLER, R. B. A valorização do estrangeiro como segregação nas organizações. 2001. Disponível em:

PENNYCOOK, A. English and the discourses of colonialism. London: Routledge, 1998.

RAJAGOPALAN, K. Por uma linguística crítica. Linguagem, identidade e a questão ética. São Paulo: Parábola, 2003.

RIBEIRO, J. U. Viva o Povo Brasileiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

RITZER, G.The macdonaldization of society.Thousand Oaks, CA: Pine Forge Press, 1993.

SHIN, H. Rethinking TESOL from a SOL’s perspective: indigenous epistemology and decolonizing praxis in TESOL. Critical inquiry in language studies: an international journal, 2009.

TOSTA, A. L. de A. Além de textos e contextos: língua estrangeira, poesia e consciência cultural crítica. In: MOTA, K.; SCHEYERL, D. (Orgs.). Recortes interculturais na sala de aula de línguas estrangeiras. Salvador: EDUFBA, 2010.

TOMALIN, B.; STERNPLESKI, S. Introduction in___. Cultural Awareness. Oxford: Oxford University Press, 1996, p. 5-9.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Inventário. ISSN: 1679-1347

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Créditos da capa: Leila França Rocha (vencedora de concurso realizado no ILUFBA em 2002).