INTÉRPRETES DA CIDADE CONTEMPORÂNEA: OUTROS OLHOS, OUTRAS FACES

Liliane Vasconcelos de Jesus, Nancy Rita Vieira

Resumo


Este artigo investiga os discursos em que ­ figuram as imagens urbanas da cidade de Salvador construídas e disseminadas na literatura contemporânea. A urbe atual sofre uma vertiginosa transformação, que expõe as diferenças econômicas, sociais e culturais de forma acentuada. Para interpretar esse processo, a literatura serve como um dispositivo que constrói e institui o imaginário, determina o comportamento e estabelece um lugar de fala, a partir de articulações ideológicas especí­ficas que reiteram ou desconstroem formas hegemônicas de representação. Nessa perspectiva, o presente trabalho busca, em diálogo com o pensamento de Michel Foucault, discutir as faces da urbe soteropolitana representado nas narrativas O canto da sereia, de Nelson Motta (2002), A rainha do Cine Roma, de Alejandro Reyes (2010) e Salvador negro rancor, de Fabio Mandingo (2011), bem como a relação dos grupos marginalizados no espaço urbano da capital baiana.


Palavras-chave


Literatura; Cidade; Imaginário urbano.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERÊNCIAS

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua. Trad. Henrique Burigo. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. 4. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

CANCLINI, Néstor G. Imaginários urbanos. Buenos Aires: Eudeba, 1997.

CANCLINI, Néstor G. Diferentes, Desiguais, Desconectados. Trad. Luiz Sérgio Henriques. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2005.

CUNHA, Eneida Leal. A cultura da cidade. In: RUBIM, Antonio A.C. e ROCHA, Renata. Políticas culturais para as Cidades. Salvador: EDUFBA, 2010.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. Tradução: Laura Sampaio. 10ªed. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

LEFEBVRE, Henri. Tempos equívocos. Trad. José F. Ivars e Juan I. Barcelona: Kairós, 1976.

MAGALHÃES, Carlos Augusto. Cena Moderna: a cidade da Bahia no romance de Jorge Amado. Salvador: Quarteto Editora, 2011.

MANDINGO, Fábio. Salvador negro rancor. São Paulo: Secretaria de Cultura –Prefeitura São Paulo, 2011

MOURA, Milton. Carnaval e baianidade: arestas e curvas na coreografia de identidades do carnaval de Salvador. 2001. Tese. (Doutorado em Comunicação) FACOM, Universidade Federal da Bahia Salvador.

MOTTA, Nelson. O canto da sereia: um noir baiano. Rio de janeiro: Objetiva,2002

PECHMAN, Robert Moses. Cidades estreitamente vigiadas: o detetive e o urbanista. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Inventário. ISSN: 1679-1347

Instituto de Letras. Rua Barão de Jeremoabo, nº 147 CEP: 40170-115
Campus Universitário Ondina, Salvador-BA
Telefone Geral: 55-71-3283-6256

Créditos da capa: Leila França Rocha (vencedora de concurso realizado no ILUFBA em 2002).